S

A
A L A D E L E I T U R
HOME PAGE
ESCRITORES
PROFESSOR VIRTUAL
TESTES EDUCATIVOS
JOGOS LITERÁRIOS
SOB ENCOMENDA
SALA DE LEITURA
BUSCA LITERÁRIA
SEBO DA CULTURA

SALA DE LEITURA
ARTIGOS AUTO AJUDA CINEMA CONTOS CRÔNICAS ESOTÉRICO EXPRESSÕES
E-ZINE INFANTIL MEDITAÇÃO NOVELA POESIA PROVÉRBIOS TEATRO

Unitrilhas

No. 21 - 16/5/2003

1. C o m p r a n d o P e l a R e d e
2. ? E c o t u r i s m o
3. D o L i x o à C a s a
4. S o n s H u m a n o s
5. A t e n d i m e n t o
6. P r ó x i m o s R o t e i r o s
7. D i c a s
8. E n t r e v i s t a
9. A g e n d a V i v a M a i s

Gostaria de compartilhar algo. Você já dormiu ao ar livre no alto de uma montanha? Num desses dias que ninguém viaja - como por ex dia das eleições, dia do Natal...portanto meu dia de "folga" - estive pernoitando em um ambiente totalmente selvagem. É um situação muito interessante, que leva a experimentos inéditos.Um dos maiores aprendizados é perceber - pelo convívio - que os ambientes naturais possuem uma "ordem universal" totalmente diferente do nosso cotidiano urbano. Lá, tudo funciona harmônico, interdependente e fluídico.Dá a impressão que essa tal "ordem natural" habita o íntimo de todos os seres da montanha, não precisando de qualquer regra, convenção ou norma pra te dizer em mínimos detalhes como tens que socialmente se comportar. Tá bom, tá bom, o ser humano tem a consciência como diferencial dos outros seres, portanto incomparáveis. Mas confesso que, mesmo gostando da vida "consciênte", as montanhas me encantam e atraem cada vez mais. Porque será? Ei Thoreau ! me dá uma clareada? (risos...)
Abraço com a fluidez da Mantiqueira,
Adriano Garbelini - Editor
unitrilhas@yahoo.com.br

Tudo sobre Energia Solar www.energiasolarnatv.com.br

1. C o m p r a n d o P e l a R e d e
Antes de fazer uma compra pela internet, confira as dicas do Idec:
Conheça o site antes de fazer a compra. Há pessoas de má-fé que criam sites com nomes parecidos com os de marcas famosas apenas para enganar os menos atentos. Você faz a compra, não recebe o produto e, quando vai reclamar, descobre que a loja não existe. Você pode consultar a “lista negra” do Procon.
Além do e-mail, verifique se a loja oferece outros meios para que você possa encontrá-la caso aconteça algum problema. Confirme o endereço, o telefone, a razão social e o CNPJ.
Empresas sediadas em outros Estados podem trazer dificuldades. Caso precise localizá-la, o Procon da cidade de origem do produto deverá ser acionado para encontrar o endereço, o que pode ser muito demorado.
Não se iluda com a aparência do site nem com a facilidade de acesso. Preocupe-se em checar se a empresa possui certificado de segurança, para que seus dados não fiquem expostos na rede.
Verifique se todas as informações necessárias para a compra estão disponíveis no site: características do produto, preço, forma de pagamento, valor do frete, prazo de entrega, etc. Também deve constar o nome e o endereço do fabricante.
Imprima toda a publicidade que encontrar no site e guarde o comprovante de pedido e de pagamento, pois poderão servir de prova caso haja algum problema no futuro.
Evite pagar antecipadamente pela encomenda. Prefira o pagamento contra-entrega, com cheque ou vale postal. Se for pagar com cartão de crédito, verifique com a administradora se há segurança nesse procedimento. Como são necessários apenas os dados pessoais, o número do cartão e a data de validade, podem ocorrer débitos indevidos em sua conta. Além disso, há o risco de o produto não ser enviado e você perder seu dinheiro, pois ficará mais difícil reivindicar seus direitos sem ter em mãos o comprovante da compra.
Se o produto apresentar defeito, procure o fabricante ou o importador. Ambos devem manter disponíveis no mercado peças de reposição por um período razoável de tempo.
Combine por escrito, uma data para a entrega do produto.
Ao receber o produto, verifique se está em perfeitas condições de uso.
Se o produto não for exatamente igual ao anunciado na propaganda, você pode exigir que se cumpra a oferta ou pedir seu dinheiro de volta.
O Código de Defesa do Consumidor estipula um prazo de 7 dias para devolução de um produto comprado fora do estabelecimento comercial
fonte www.idec.org.br/paginas/emacao.asp?id=321

2. ? E c o t u r i s m o
(PARTE 2)
O verdadeiro ecoturismo possui as seguintes características, segundo o livro Ecoturism and Sustainable Development: Who Owns Paradise?, de Martha Honey, 1999.:
5. Prover benefícios financeiros e para a população local. O ecoturismo prega que parques nacionais e outras áreas de conservação somente irão sobreviver se, como o cientista costa-riquense Daniel Janzen coloca, existirem "pessoas felizes" em volta dos perímetros. A comunidade local deve estar envolvida com, e receber renda bem como outros benefícios tangíveis (água potável, rodovias, postos de saúde, etc...) da área de conservação e suas dependências e facilidades turísticas. Áreas de Camping, locais de hospedagem, serviços de guia, restaurantes, e outras concessões devem ser gerenciados por ou em parceria com a comunidade nos entornos de um parque nacional ou outros destinos. O ecoturismo deve ainda promover a utilização de agencias de aluguel de carros e agencias de turismo de propriedade de pessoas nacionais de tal forma que o lucro permaneça no país em desenvolvimento. Mais importante, se o turismo deve ser percebido como ferramenta para o desenvolvimento rural, ele deve ajudar no deslocamento do controle econômico e político para a cooperativa, a vila ou o empreendedor e este é um dos pontos mais difíceis de se obter sucesso.
6. Respeito à cultura local. O ecoturismo não é somente "verde" mas também menos intrusivo culturalmente, e menos explorador que o turismo convencional. Prostituição, drogas e mercado negro são muitas vezes sub-produtos do turismo convencional, o ecoturismo se esforça para ser respeitoso culturalmente e ter o mínimo impacto possível tanto no meio ambiente como na população do país. Isto não é fácil, visto que o ecoturismo envolve vagens para áreas remotas onde muitas vezes as comunidades pequenas e isoladas têm tido pouco contato e experiência com estrangeiros. Ainda, assim como no turismo convencional, o ecoturismo envolve uma relação desigual de poder entre o visitante e a comunidade, seja inclusive pelo aspecto monetário de trocas que eventualmente ocorrem. Parte de ser um ecoturista responsável implica no aprendizado anterior, dos costumes locais, respeito aos códigos de vestimenta e outros códigos de conduta social, não se intrometendo na comunidade a não ser que convidado, seja individualmente ou como parte de um grupo bem organizado.
7. Suporte aos direitos humanos e movimentos democráticos.

3. D o L i x o à C a s a
Garrafa pet vira " madeira " para casas populares
O excesso de lixo plástico - 23% dos resíduos depositados em São Paulo - pode deixar de ser problema para ajudar a resolver o déficit habitacional da cidade. O empresário Valdir Gimenes e o arquiteto e ambientalista Sérgio Prado desenvolveram um sistema integrado de casas populares construídas à base de plástico, que chamam de "madeira sintética", sobre as quais é possível instalar verdadeiros jardins ou hortas hidropônicas, criando bairros e cidades verdes.
A máquina inventada por Gimenes, desenvolvida a partir de experimentos belgas, permite reaproveitar integralmente todo tipo de plástico.
A máquina de Gimenes mói o plástico, que é prensado e vira matéria-prima para a fabricação de tijolos e barras de plástico duro. Depois, basta juntar as unidades, como se fossem brinquedos de montar gigantes. As paredes são duplas, com um colchão de ar no meio, o que evita aquecimento excessivo. Já o teto é feito com embalagens tipo TetraPak.
Outros produtos, como embalagens metalizadas e isopor, também são usados no processo. A casa é resistente ao fogo e a cupins e suas paredes permitem a colocação de azulejos. Uma das maiores vantagens é a durabilidade. "A madeira tratada tem 25 anos de vida útil. O plástico chega a 400 anos", afirmou o empresário.
Enchentes - De acordo com Prado, um projeto, iniciado na Eco-92, no Rio, e transformado em lei federal, prevê a criação de hortas sobre o teto dos imóveis. Com o uso de garrafas pet e redes, seria possível fazer hortas de hidroponia utilizando água da chuva, que realimentaria o sistema. "Isso garantiria a alimentação para os moradores, resfriaria as casas e diminuiria o problema das enchentes."
colaboração Jose Carlos Masotti josecarlosmasotti@hotmail.com fonte Moacir Assunção - O Estado de S.Paulo

4. S o n s H u m a n o s
Pássaros assimilam em seus cantos som dos celulares
CANBERRA, Austrália -- O uso dos telefones celulares está tão disseminado que alguns pássaros estão imitando os sons do sem fio como parte de seus cantos de acasalamento e de território, alertaram nesta terça-feira especialistas.
Austrália tem seis tipos de pássaro que imitam os sons da natureza, particularmente os chamados de outros pássaros, em seus cantos.
E também tem um dos mais altos índices de uso de telefone celular.
Os pássaros australianos, que imitam os sons, estão cada vez mais expostos aos sons das chamadas de telefones celulares em áreas rurais, alertou o especialista Greg Czechura, do Museu de Queensland.
Em geral, são os machos que procuram imitar os novos sons estão fazendo isso", explicou. "Isso significa que há um macho que está atualizado,… com os últimos sons." A ave-do-paraíso da Austrália, considerada o mais repetidor dos pássaros, já imita diversos barulhos como os cliques das câmeras fotográficas e o roncar de motocicletas.
fonte www.cnn.com.br/2001/tec/06/12/celularespassaros/index.html

5. A t e n d i m e n t o
Tel (11) 6963-0232, de terça a sexta-feira, das 8:00 às 15:00 hs. E-mails unitrilhas@yahoo.com.br e unitrilhas@ig.com.br

6. P r ó x i m o s R o t e i r o s 25/5: Paraibuna-Caragua, trilha dos tropeiros, travessia 110,00 24, 31/5: Campos-Pinda, montanha, travessia 110,00
1, 7 e 19/6: Monte Verde, montanha, queijos 110,00 8 e 21/6: Extrema, montanha, cachoeira, rapel 110,00 19 a 22/6: Alagoa, montanha, isolamento, alimentação natural 640,00 27 a 29/6: Ilha Bela, musica instrumental, cachoeiras, praias 280,00
5, 9 e 13/7: Ipanema, pedra santa, história 80,00 12 e 20/7: Paranapiacaba, comunidade, cachoeira, festival de inverno 80,00 19, 26 e 27/7: Cantareira, águas claras, pedra grande 50,00

7. D i c a s
Aqui algumas dicas para você aproveitar plenamente sua aventura.
::: no inverno tudo está mais calmo e retraído, boa época para viajar
::: frio e chuva não mata nem morde, basta preparar bem sua aventura
::: mais vantagem de trilhar no frio: não há borrachudos e pernilongos, nem congestionamentos na rodovia, nem disputa de vagas nas trilhas, a disposição física é maior e o trajeto parece mais fácil...

8. E n t r e v i s t a
Saiba o que está acontecendo em prol da qualidade de vida. Ações à favor da vida. Personagens anônimos que vibram, trabalham e agem por um mundo melhor
Agora quem fala é o poeta e músico Nola Casal Pompeo, editor do panfleto eletrônico de poesia Manufatura www.manufatura.com.br
a) Olá Nola, o que é viver bem na sua opinião?
É poder brincar durante a vida inteira.
b) E você, quais suas ações para viver melhor?
Respeitar as coisas, ouvir as coisas. Proporcionar um despertar para o mundo, tanto pra mim quanto pra quem me vir. Lembrar da importância do dedinho do pé esquerdo. Escrevo aquilo que percebo para comunicar essa possibilidade de a vida ser esplendida. Escrever me enriquece.
c) E para coletividade, tem feito algo?
Trabalho no Grupo de Percussão Bojo-Malê, que acabou de nascer e já veio com a idéia de tomar responsabilidade diante da sociedade através da Música, e produzo a Manufatura, planfleto de poesia de distribuição semanal. Tento sempre ser útil para alguém.
d) Como é sua alimentação?
Desde criança sempre comi todas as coisas, então é bem balanceada. Contém todos os tipos de carne, saladas, frutas, etc. Não gosto muito de doce, dá uma sensação de que meu corpo está enferrujando quando como doce. Os outros alimentos têm açúcar suficiente já.
e) Que acha dos transgênicos?
Talvez seja falta de conhecimento, mas é de se suspeitar qualquer alteração diante da Natureza. Já temos conhecimento e humildade suficiente pra ter o direito de mexer na intimidade das coisas?
f) Qual sua arte/artista preferido?
Ivan Vilela, Villa-Lobos, Ezra Pound, Guimarães Rosa, Peter Greenaway. Aprendi num dicionário que artista é aquele que faz alguma coisa de maneira exímia. Daí que podemos todos ser artistas, o padeiro, o físico, a moça do banco. O que tem arte é bom que nem comida de vó.
g) Quem ou o que mais lhe influenciou na compreensão da existência?
Quando criança tive asma e bronquite. Foi necessário compreender cedo as coisas para poder entender aquilo que acontecia comigo. Aprendi que olhar pra fora da gente e ser positivo nas atitudes deixava a vida mais gostosa. A gente presta demais pra ser feliz e não sabe. Depois fui entender que isso tudo era poesia, ser gente.
h) As Unidades de Conservação Ambiental tem cumprido sua função?
Não tenho conhecimento a respeito.
i) Qual sua recomendação para quem procura viver mais naturalmente?
É bom começar lembrando que a gente não é um pedaço de plástico. Viver mais naturalmente passa pelo ato de assumir a condição de ser humano. Nós fazemos parte da coisa, não somos a coisa sozinhos. A Natureza ensina tudo, mas a gente sempre fecha os sentidos.
j) À favor da livre expressão, o espaço é todo seu.
Adriano, obrigado pela conversa e por esse monte de coisa que você faz. Paz para todos nós.
k) Qual a melhor forma de contatar-lhe?
e-mail nolacp@uol.com.br
site www.manufatura.art.br
Brigado Nola. Artista mesmo heim ! Agora falta tu ires na trilha pra experenciar a importância das Unidades de Conservação. Pode uma auto-promoção? Vai com a turma do Unitrilhas !

4 vozes, 4 musicas, muitas canções. Elas cantam muito. www.pordosom.com.br/gravadora/4vozes.htm

9. A g e n d a V i v a M a i s
::: Primeira Oficina de “Introdução à Técnica Sharing Nature”
Uma experiencia mais profunda na natureza. Para ser plicada em grupos
De 22 a 25/5/2003. Realização Instituto Romã de Vivências na Natureza
Tel (11) 3726-7939 institutoroma@dialdata.com.br. Local Associação
Palas Athena, R Leôncio de Carvalho, 99, Paraíso, São Paulo, SP
::: II Salão São Paulo de Turismo
Exposição de roteiros no interior paulista www.salãospturismo.com.br
De 7/6/2003, das 14 às 20hs. Gratuito. Realização Buemo e Camargo
Tel (11) 3758-0142 buenocamargo@salaospturismo.com.br
Local Centro de Conv São Luís, R Luís Coelho, 323, São Paulo
::: Curso Construindo a Casa do Futuro
Terra crua, bambu, eucalipto, telhado de grama, reuso da água
De 19 a 22/6/2003. Investimento R$ 521,00. Inscrições tel (11) 5679-8518
com Sathie sathie@imagenet.com.br. Realização Eng Edson Hiroshi.
Local Ecovila Clareando, Piracaia, SP www.clareando.com.br

Sai da Toca www.guiasaiadatoca.cjb.net
Um livro-guia de viagem para quem quer explorar com as prórpias pernas os Parques Nacionais e Estaduais do Brasil.

Direitos Autorais: essa e-zine é de domínio publico.
Reproduza e encaminhe livremente ! Evite Spams.

e-zine anterior

E-zine anterior

          

Próximo e-zine

próximo e-zine