6º Campeonato de poesias
( E N C E R R A D O )

POESIAS POR ORDEM DE CLASSIFICAÇÃO

C
Concorrente
Origem
Poesia
Pontuação
Chumes São Paulo SP Acrobatas 110 Detalhe
Kunihei Kudo Cuiabá MT A última dança 101 Detalhe
Bodô Rio de Janeiro RJ Eu, por dentro 099 Detalhe
Chico Magrinelli Caxias do Sul RS Filho 093,5 Detalhe
Pedro Barro Ouro Preto MG Canção ao silêncio 091,5 Detalhe
Francisco Pierna Guarulhos SP Lua 088,5 Detalhe
Cris Soares Sapucaia do Sul RS Há duas rosas na minha janela 078,5 Detalhe
Shayenne Montalione Nova Iguaçu RJ Minhas mãos nas suas 076 Detalhe
Idalina Bonfim Brasília DF Partitura 075,5 Detalhe
10º
Paivinha Fortaleza CE Maria Rita 071 Detalhe
11º
Joana D'arc Morrinhos CE Perdida 042,5 Detalhe
12º
Jean Troui Rio de Janeiro RJ Ilusão 026,5 Detalhe
13º
Osvaldo Luis São José do Rio Pardo SP Reflexão 023,5 Detalhe
14º
Yara Valente Rio Branco AC A donzela e o viajante 018 Detalhe
15º
Poetas do Século 21 Avaré SP Astronauta apaixonado 017,5 Detalhe
16º
Gicia São Luís MA Canção Tainá 015,5 Detalhe
Zé Urbano Rio Grande RS Desperdício 015,5 Detalhe
18º
Ma Socorro Marcolândia PI Coração ao mar 007,5 Detalhe
Vasco Oliveira Jardinópolis SP Inanimada 007,5 Detalhe
20º
Marcos Constantine Muriaé MG Escuridão neste espaço 006,5 Detalhe

POESIA 1

Reflexão

Se alguém te procura...
É porque você tem...
Se alguém te procura com frio.
É porque você tem o cobertor.
Com alegria.
É porque você tem o sorriso acolhedor.
Com lágrimas.
É porque você tem o conforto.
Com versos.
É porque você tem a música.
Com dor.
É porque você tem a possibilidade de entender.
Com fome.
É porque você tem o alimento.
Com beijos.
É porque você tem o mel.
Com dúvidas.
É porque você tem o caminho.
Com a orquestra.
É porque você tem a festa.
Com desanimo.
É porque você tem o entusiasmo.
Com fantasias.
É porque você tem a verdade.
Com desespero.
É porque você tem a calma.
Com entusiasmo.
É porque você tem o brilho.
Com segredos.
É porque você tem a confiança.
Em tumulto.
É porque você tem a paz de espírito.
Com indecisão.
É porque você tem a segurança.
Com ciúmes.
É porque você tem o amor.
Ninguém chega até você por acaso.
Corresponda e entregue o que esperam de você.
Cuide para não "FRUSTRAR" aqueles que te procuram.
Há uma responsabilidade imensurável nas mãos daqueles que são procurados.

POESIA 2

Lua

QUANDO VEJO A LUA!

MEU PENSAMENTO FLUTUA.

O PEITO BALANÇA, VEM NA LEMBRANÇA

A EXISTÊNCIA DO CORAÇÃO

DESPERTANDO. COM SENTIMENTO

PROFUNDO QUE VAI FUNDO NA INSPIRAÇÃO!!.

É GOSTOSO SABER QUE EXISTE ESSE MOMENTO RDE REFLEXÃO

QUANDO TE VEJO OH! LUA ESTOU NORMALMENTE NA RUA CAMINHANDO

PELA ESTRADA SO PRA TE ACOMPANHAR E ADORAR.

ILUMINA O MEU CAMINHO, MINHA MENTE

AGITA O SANGUE , ESCREVO QUE VEM BROTANDO

DO PENSAMENTO, NO PAPEL VAI VIRAR VERSO,

VAI VIRAR UMA MATÉRIA , PRA ALIVIAR O CORAÇÃO.

OH ! LUA , LUA!!, DE TODAS AS COISAS ,QUE EXISTE ,NO UNIVERSO

SÓ VOCÊ VAI ENCANTAR MEUS VERSOS.

OH ! LUA , LUA!!, DE TODAS AS COISAS ,QUE EXISTE ,NO UNIVERSO

SÓ VOCÊ VAI ENCANTAR MEUS VERSOS.

POESIA 3

Coração ao Mar

Reluzentes nas águas do mar
Flui silenciosa uma bruma
Como pranto jorra espuma
Quando deleita Coração ao Mar

Sem vestígio vem às ondas
Derrama o manto sem magia
Em avalanche serena e fria
Imergindo lágrimas sofridas

A Coberta sonora das águas

Abraça-me sem pudor. Vida!

Sonhei! Sem avanço das águas

Cobri-me na maré fria.Gelada
Acolhendo como saudades nuas
Refletindo na solidão da vida.

POESIA 4

Eu, por dentro

Carros vêm e vão
Cada vez mais irritados com o trânsito
Buzinando em vão
E eu, por dentro
Não ouço sons
E pego carona com a multidão
Em meio à multidão
Há conversas
Conversas felizes, conversas tristes
Porém, eu por dentro
Não converso nem comigo mesmo
Não há sinal de monólogo feliz
E muito menos triste
Então, vou em rumo à solidão
Sozinha, ouço o mundo
Ouço o barulho das árvores se mexendo
Ouço o vento bater contra a janela
Porém, principalmente,
Eu me ouço
Não é o barulho dos meus sapatos
Enquanto ando
Não é o som que faço quando respiro
É um som que não é emitido,
Mas fala mais alto
Do que todos os sons do universo
É a minha voz interior
Sou eu, por dentro

POESIA 5

Perdida

Sentimento de paixão passageira,
Momentos de incertezas com o imaginável,
Raiva das minhas próprias decisões.
Trancada no meu mundo desumano
O meu futuro é incerto.
Opiniões surgem sobre o que devo fazer da vida,
Todos me desconhecem
Por onde passo sou apontada,
Criticada, por que as pessoas querem determinar a minha personalidade.
Personalizar uma realidade que não procuro,
Esconder-me em uma pessoa normal.
Vida que traz renuncia perante as escolhas,
Sorriso para esconder a tristeza dos meus olhos.
Quem sou eu afinal?
O meu sorriso foi projetado para uma propaganda feliz,
A sociedade me consome a cada minuto
Sinto-me perdida entre becos e vielas do meu pensar
Procuro minha outra metade nas ruas, faço anúncios e
Sinto que qualquer hora
Poderei encontrar a minha outra face.

POESIA 6

Escuridão neste espaço

As vezes a felicidade de um sorriso e um abraço
Fica essa chuva em mim
E a sensação de que não foi tão ruim
Um dia sempre chega ao fim
Vejo seu sorriso se partir em meu olhar
A chuva em meu coração faz a tudo transbordar
Essa sensação de que está tudo atirado ao espaço
Estou caminhando entre os cacos
Me abrace se achar que mereço
O sol do teu olhar vai ser minha estrela guia
Me mostre algo novo e eu não te esqueço
Me ensine novamente a sonhar me traga alegria

E quem sabe um dia
Essa chuva termine
Quem sabe assim você me ensine
A acender o sol em mim

A chuva cai lá na alma
O vento frio e o arrepio que me desespera e me desarma
Eu sei que sou um pecador
Porque você não conhece o amor que meu coração guardou
Quem sabe o sonho não acabou
É só esse mundo me ensinando que tudo é apenas interesse e dor
Me dizendo para não ser um sonhador
Essa chuva em meu olhar
Esse frio que insiste em me machucar
Os sonhos todos estão guardados
Eu não tenho nada só o meu coração neste espaço.
Me abrace se achar que mereço
O sol do teu olhar vai ser minha estrela guia
Me mostre algo novo e eu não te esqueço
Me ensine novamente a sonhar me traga alegria

E quem sabe um dia
Essa chuva termine
Quem sabe assim você me ensine
A acender o sol em mim

POESIA 7

Astronauta apaixonado

Sou um astronauta intergaláctico
Arremessado bruscamente para o espaço
Em minha nave estelar
Em busca de conquista,
Nas velhas regiões infinitas
Flutuante vou a desbravar
Sempre avante!
Vou pensante, sorridente e confiante
Continuo a voar
Das vitórias fáceis e difíceis
Que estão reservadas a mim
Nesse trajeto da vida
Altos e baixos superar
Continuamente sem fim

POESIA 8

Canção Tainá

No ar,
uma nova canção feita,
inteirinha,
de ti,
Tainá.

A canção de hoje,
vem do teu berço,
no ano 2000.

Abrias os olhos,
teu coração ouvíamos,
respiros,
anseios,
encantos,
dentinhos nascendo,
passinhos chegando.

A menina surgindo . . .

O sopro da vida se fez manto protetor.

Hoje se chama juventude,
outro nome da beleza,
outro chamar da esperança,
tons dourados,
cristal.

O pequeno anjo-menina
cabecinha encaracolada te conduzindo,
chega com outros ares,
decerto.

E o que vemos senão luminosidade,
irradiando 15 anos.

Voltados para tua luz,
nascem girassóis,
e cantam conosco,
a canção Tainá.

POESIA 9

Filho

E filho o que é?
Filho é o que filho é.
Talvez o pedaço melhor,
Talvez o pedaço que não se quer.
Mas que pedaço que filho é?
O pedaço inteiro pra sempre,
O pedaço do bem me quer.
O pedaço que veio do ventre,
Criança, amor, mulher.
Filho que fica, filho que vai.
Do ventre da mãe, pro coração do pai....
Pedaço de vida é o que filho é.
Talvez o que ele não saiba
É que filho todo o mundo é.

POESIA 10

A última dança

Concede-me?

A vida está no prelúdio do Amor
calibre de lastro onde não há temor
valente hiperbólico para ele suster
querela de lágrimas terei que conter

Hiatos perfazem o meu coração
exímio epíteto se faz exceção
áureos momentos tua graça me deu
fendas contínuas supra apogeu

Auguras tua alma um dia amar
fuja do medo que habita além-mar
exígua frieza perpétuo partir
vinda ilustre dois hão de existir

Clamas afinco a fim de um dossel
findas procuras diante do véu
mágoa rancor pesares de dor
unidos redentos por um só

Amor Sonhos criados respiram presentes
vales profundos ilusões aparentes
nobre emoção baluarte infinito
etapa à cabo âmago aflito

Epílogo eterno alvo final
prazo expirado já vejo o sinal
última lágrima não hei de conter

Honra completa contigo Viver.

POESIA 11

Canção ao Silêncio

Silêncio, por favor
Tome conta de mim!

Não deixe que eu me perca
Entre tantas vozes
Que perturbam
Minha nunca alcançada paz
Apenas o zumbido da mosca
Já basta para incomodar
Então, por favor,

Silêncio
Tome conta de mim!

Não permita que eu pire
Nem tampouco seja um normal
Preciso e quero atravessar a ponte
Que vai me levar
Até à porta daquele lugar
Onde nada é mais que o real
Porém, sem você,

Silêncio,
Não posso conseguir

Então, por favor,

Silêncio
Tome conta de mim!

POESIA 12

A donzela e o viajante

Contarei agora outra história
Pra qualquer um se emocionar.
Que fala de um livre Itinerante,
Faceiro, guerreiro e Errante.
Que ainda não sabe o que é parar.
E da mais estranha das Donzelas,
Que no mais simples Desejo,
Nasceu, cresceu e
Desistiu de fazer seu Lar.
Ao passar pelo tal vilarejo,
O Itinerante num breve lampejo
Resolve por ali se Recuperar.
E eis que encontra a
Donzela olhando o nada na janela.
Com olhos lindos cor de âmbar,
O amor nasce no impulso.
Se é maquinado fica astuto!
Mas natural, é livre-absoluto.
Por ali mesmo eles se encaram.
E com os olhos cheios de Encanto,
Ela imagina seu futuro em Recanto.
Para muitos, isso é pranto, pra ela, isso é amor.
Mas pra quem sua história evoca
Um dilema ainda a comporta.
E o destino é quem vai responder.
Qual dos dois será o primeiro a ceder?
Ele é do vento, ela da terra.
E se o destino nunca erra,
Como duas vidas tão diferentes
Se puseram juntas de repente?
Deixaria ela seu lado criança?
Deixaria ele suas infinitas Andanças?
Será que ele não mente à Donzela?
Será que quem mente enfim é ela?
Se a razão não se atreve o conflito sanar.
Que o amor contado por esta poetiza,
Possa um belo caminho mostrar.

POESIA 13

Minhas mãos nas suas

Olho pela janela ansiosa
esperando por você,
as horas passam e eu aqui louca para te ver
olho a rua vazia a sua espera
enquanto espero por ti
recordo-me de nós dois,
dos momentos que fomos felizes
e te chamo em meu pensamento.

Olho minhas mãos
e lembro-me das suas entre as minhas
segurando apertado
para não mais nos separarmos,
olho minhas mãos
e choro feito criança assustada,
elas já não estão mais juntas as suas
e nem sei se voltarão um dia a se entrelaçar.

As estrelas começam a dar lugar ao sol,
com lágrimas nos olhos
e o coração apertado
fecho a janela
e na minha cama adormeço
e em um sonho lindo
te tenho outra vez a sussurrar
eu amo você.

POESIA 14

Ilusão

Se por alma...
se por pele...
se por todo ele...
se pôr.
Estás preso
pois tu
não te libertarás
de ti.
E mesmo
que assim
não o estejas,
estás
Posto que
queres prender-se.
Mas se tu o queres...
somente por que queres tu,
a ti pertence.
Pois outrora foste teu.
Ainda ilude-te
que permanece teu.
Antes, é lícito querer,
é lícito iludir.
Iludir que
o outro permanece preso
ainda que não o esteja.
É lícito que voltes...
se voltares.
Pois é lúcido iludir-se.

POESIA 15

Maria Rita

Maria vestida de chita,
Arrebita, arrebita, arrebita...
Lá no sertão arrebenta vestida de seda...
Brilhava qual uma brasa acesa.
Era pura sedução meu irmão...
Numa festa de chitão em Redenção
Rodopiou a noite inteira
Com seu amor, o gostosão.
Rodopiava no salão.
Louca, louca, louca.
Deixando os velhos de água na boca.
Abraçado a um solteirão
O feitiço dela era o gingado
Queria sempre mais.
Mostrar seu requebrado
Das ancas até o umbigo,
Era um grande perigo
Chamava a atenção,
Cheirava a paixão.
Era uma perdição
Faceira e afobada
No lugar era afamada
Fez marmanjo pedir arrego
Fez coração palpitar
De emoção fez caboclo
Gemer sentido o desejo.

POESIA 16

Partitura

Nasci ali
No entrelace
Dos nossos corações...

Vivi sempre aqui
No entrelaçar de nossas pernas,
No roçar suave...

Vivo ou morro,
Perto e longe...

Renasço em cada toque...

A cada debulhar de emoções...

Em cada partitura
Desenrolada em versos,
Em vida...

Nascendo e renascendo
No tecer da melodia,
No sentir em poesia...!

POESIA 17

Há duas rosas na minha janela

Há duas rosas
na minha janela
uma rosa,
a outra amarela
a primeira,
me sorri
e alimenta
a outra,
me acolhi
e aconchega

Há duas rosas
na minha janela
uma grande,
a outra pequena
a primeira,
me observa
e descansa
a outra,
me toca
e dança

Há duas rosas
na minha janela
uma rosa vermelha,
a outra rosa aquarela
a primeira,
acaba de sair
a outra,
só pensa em partir...

POESIA 18

Inanimada

O que pensa,
passa.

O que passa,
pesa.

O mais perpassa:
pedra pura.

POESIA 19

Desperdício

Quando eu fui jovem
era muito cedo.

Quando chegou a hora
me deu um medo.

Depois parou o tempo,
e eu morri vazio.

POESIA 20

Acrobatas

Todos nós somos acrobatas
Lotamos escritórios, igrejas, salões
E por trás de nossos vestidos, ternos, gravatas
Equilibramos pessoas, sentimentos, emoções
Andando na corda bamba da lida
Fazendo malabarismos em cada ação
Todo dia entramos no picadeiro da vida
Procurando o aplauso da multidão
Então, de repente a cortina é baixada
E a nossa performance avaliada
Dependendo dos acertos, erros, bravatas
Continuaremos ou não acrobatas

POESIA: Reflexão

Detalhe da pontuação

Nome: CLAUDIO HUMES
Cidade-Estado: São Paulo
Nota: 7
Comentário: È uma poesia imbuída do amor fraternal que deve imperar entre os homens. Uma ode contra os que se fecham para os que estão ao seu redor, ás vezes tão próximos precisando de um apoio que está dentro de cada um. Não se negar a dar esse apoio da melhor forma possível é um exemplo a ser seguido, diz o autor/poeta citando inclusive o melhor método a ser seguido para prestar o auxílio solicitado. A mensagem é clara e também estipula uma responsabilidade a quem apoia, deixe o egpísmo de lado, algo difícil para o egocentrismo vigente no comportamento atual da sociedade que não pratica o "ame ao próximo mais que a ti mesmo"
.

Nome: Renato Francisco Toigo
Cidade-Estado: Caxias do Sul - RS
Nota: 7,5
Comentário: Gostei da forma poética de como pensar sobre a vida.

(avaliação do Site do Escritor)
Em todas as avaliações irei começar com este parágrafo, pois todos merecem aplausos. Gostaria de dar parabéns pela coragem de escrever e expor o seu trabalho a um julgamento. Não desanime, nem fique triste com as opiniões. Pelo contrário, tire delas os elementos para melhorar ainda mais a qualidade de seu trabalho. Pelo meu lado, procurarei dar dicas que contribuam em seu crescimento literário. E quando estiverem no auge, não esqueça de mandar um de seus livros autografado.
Muito interessante a sua poesia, faz o leitor pensar sobre a sua própria importância perante o mundo e as pessoas que o rodeia. Para ficar ainda melhor, penso que as expressões “Se alguém te procura” e “É porque você tem” devem estar apenas nas duas primeiras linhas. Nas demais, eles devem ser retiradas. A poesia deixaria de ser repetitiva, além de dar uma fluência de leitura muito maior. Não é uma poesia original, já que o recurso causa-efeito já foi bastante utilizado, mas é criativa, já que a quebra de ritmo final “joga na cara” do leitor, a reflexão. Nota 9
Composição da nota: 2 Clareza de idéias – 1,5 Originalidade e Criatividade - 2 Correção gramatical – 1,5 Exploração de recursos poéticos - 2 Empatia, impacto

A seguir as avaliações não computadas por falta de reciprocidade:

Nome: Francisco Carlos Pierna
Cidade-Estado: Guarulhos SP
Nota: 8
Comentário:

Nome: Elane Nicolaci
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 7
Comentário: Tudo que está vindo para sua vida, 
é você que está atraindo para ela. 
E você as atrai pelas imagens criadas e guardadas em sua mente. 
É o que você pensa. Qualquer coisa que você esteja pensando. 
Você está atraindo para você. E deixo duas perguntas: 
1- Sabemos quem somos? 2- Temos consciência dos nossos pensamentos?

Nome: joana
Cidade-Estado: Morrinhos-Ce
Nota: 9
Comentário: Sua poesia está em contato com a realidade, 
com um contexto do interesse do ser humano em procurar alguém, 
de vivermos em constante procura de pessoas que nos forneçam alegria,
confiança e amor. Muito bom !! Essa repetição enfática do 
"É porque" dar a sua poesia um tom bem explicativo e força nos versos.

Nome: Adriel Kunihei Kudo
Cidade-Estado: Cuiabá-MT
Nota: 7
Comentário: Neste poema cujo o título já faz uma menção 
ao corpo do texto, de forma pragmática, sugere 
que a causa que leva as pessoas a procurarem outras,
é a inconstância do ser, isto é, 
cada momento é tido como único e singular e 
nesse conjunto de ocasiões são encontradas dúvidas, questionamentos, 
sede de algo essencial, o qual não possuem. Dessa forma, 
as pessoas que vivem esses momentos hão de procurar ajuda 
e auxílio para "curar" suas transgresções, 
e as pessoas tidas como "médicas" possuem extrema 
responsabilidade sobre seus "pacientes", 
uma vez que as consequências advindas por meio de conselhos errados 
ou até mesmo respostas equivocadas podem ser, 
muitas vezes irreversíveis. Outro ponto a ser observado, 
é a questão de sermos aquilo que somos, isto é, 
não devemos viver de aparências 
ou simplesmente sermos aquilo que os outros querem, 
caso contrário corremos o risco de sermos provados 
por aquilo que não somos, isso fica evidente nos versos : "Corresponda 
e entregue o que esperam de você. 
Cuide para não "FRUSTRAR" aqueles que te procuram."

Nome: Fernando Ramos
Cidade-Estado: Ouro Preto
Nota: 5,5
Comentário: Uma proposta de reflexão precisa ser melhor elaborada, 
se pretende ser tomada como poética. 
Palavras sem força suficiente para moverem alguma pedra!

Nome: shayenne apoema montalione silva guerra
Cidade-Estado: Nova Iguaçu/RJ
Nota: 8
Comentário:

Nome: ANTONIO PAIVA RODRIGUES
Cidade-Estado: FORTALEZA/CEARÁ
Nota: 7
Comentário: DESCULPE OS ESTIMADO POETA FALTOU MAIS INSPIRAÇÃO 
E SUA POESIA É MUITO LONGA E PODERIA SER CONSIDERADA UM CONTO POÉTICO. 
ABRAÇOS FRATERNOS

Nome: Idalina Bonfim
Cidade-Estado: Brasília DF
Nota: 10
Comentário:

Nome: CRISTIANE MARQUES SOARES
Cidade-Estado: SAPUCAIA DO SUL - RS
Nota: 7
Comentário:
   

POESIA: Lua

Detalhe da pontuação

(Melhor avaliação internauta)
Nome: Valeria Vieira de Souza
Cidade-Estado: Rio de Janeiro RJ
Nota: 10
Comentário: Adorei.... a poesia demostra o que realmente sinto pela lua. Parabéns...

Nome: Elane Nicolaci
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 7
Comentário: Muito pudico. Seja mais verdadeiro. Se entregue mais. Use um pseudônimo, então.

Nome: joana
Cidade-Estado: Morrinhos-Ce
Nota: 9
Comentário: ótima alusão a lua que sempre está diante de nós e nunca a percebemos, por que sempre estamos em constante pressa. Essa sensação que você teve ao ver a lua ficou muito interessante, pois você remete todos os seus sentimentos a ela. Uma coisa tão simples ficou bem grandiosa em sua poesia.Além das rimas no final.

Nome: Renato Francisco Toigo
Cidade-Estado: Caxias do Sul - RS
Nota: 6,0
Comentário:

Nome: Adriel Kunihei Kudo
Cidade-Estado: Cuiabá-MT
Nota: 6
Comentário: Neste poema há um claro sentimento de admiração pela lua. O satélite secundário terrestre é enaltecido por sua beleza e existência. Dessa forma, a inspiração do autor é de modo exclusiva a reconhecer que a lua está em seus pensamentos,nos quais ele encontra uma fuga às amarguras e angústias, além de encontrar, no corpo iluminado uma companhia integral para seus planos e sonhos, reconhecendo um advento único, a fim de buscar uma certa afirmação da luz que o ilumina quando caminha sozinho,a consequência disso tudo é a homenagem feita com versos de reconhecimento e elogios ao "ser" que o Eu-lírico tanto ama.

Nome: Fernando Ramos
Cidade-Estado: OuroPreto MG
Nota: 5,5
Comentário: Falta imprevisibilidade!

Nome: shayenne apoema montalione silva guerra
Cidade-Estado: Nova Iguaçu/RJ
Nota: 10
Comentário:

Nome: ANTONIO PAIVA RODRIGUES
Cidade-Estado: FORTALEZA/CEARÁ
Nota: 8
Comentário: MUITO BOA POESIA E DENTRO DO ESTILO. PODERIA SER MELHOR COM MAIS AMOR A AFETO NA CONFECÇÃO.

Nome: CRISTIANE MARQUES SOARES
Cidade-Estado: SAPUCAIA DO SUL - RS
Nota: 5
Comentário:

Nome: CLAUDIO HUMES
Cidade-Estado: São Paulo
Nota: 7
Comentário: È difícil fazer uma poesia sobre a lua sem cair no mesmismo, mas o autor conseguiu de uma maneira muito boa sem cair em imgens piegas logrou êxito em descrever imagens como acompanhar a Lua em um rua ou estrada e os sentimentos poéticos que afloram á vista desse magnífico satélite de nosso planeta. A lua traz lembranças, a lua agita o corpo/sangue, a lua traz reflexões e sobretudo desperta o lado poético de tal maneira que é impossível resistir a tentação de descrever tudo isso em um poema. A linguagem simples e direta sem floreios excessivos também me agradou.

Nome: Idalina Bonfim
Cidade-Estado: Brasília DF
Nota: 10
Comentário:

(avaliação do Site do Escritor)
Em todas as avaliações irei começar com este parágrafo, pois todos merecem aplausos. Gostaria de dar parabéns pela coragem de escrever e expor o seu trabalho a um julgamento. Não desanime, nem fique triste com as opiniões. Pelo contrário, tire delas os elementos para melhorar ainda mais a qualidade de seu trabalho. Pelo meu lado, procurarei dar dicas que contribuam em seu crescimento literário. E quando estiverem no auge, não esqueça de mandar um de seus livros autografado.
Não vejo com bons olhos o uso de letra maiúscula em toda a poesia. Numa frase ou expressão pontual, tudo bem. Erros de digitação. Erros gramaticais. Um tanto confusa. Nada original. Nada criativa. A leitura me dá a impressão de tantas outras coisas que já li. Um ar de romantismo, mas sem objetivo. A associação da lua ao coração é bastante antiga. Assim como a expressão “Oh!”. Incoerências como estar caminhando na rua e em seguida, na estrada. Questiono-me sobre o “andando normalmente”. A impressão que dá é a de que o nobre escritor não revisou o que escreveu. Após escrever, releia, reescreva. Nota 5,0
Composição da nota: 1 Clareza de idéias – 1 Originalidade e Criatividade - 1 Correção gramatical – 1 Exploração de recursos poéticos - 1 Empatia, impacto

POESIA: Coração ao mar

Detalhe da pontuação

(avaliação do Site do Escritor)
Em todas as avaliações irei começar com este parágrafo, pois todos merecem aplausos. Gostaria de dar parabéns pela coragem de escrever e expor o seu trabalho a um julgamento. Não desanime, nem fique triste com as opiniões. Pelo contrário, tire delas os elementos para melhorar ainda mais a qualidade de seu trabalho. Pelo meu lado, procurarei dar dicas que contribuam em seu crescimento literário. E quando estiverem no auge, não esqueça de mandar um de seus livros autografado.
Ocorreu um pequeno problema entre plural e singular no inicio da poesia. É densa e triste, o que tem tudo haver com o objetivo. Começa com um bom ritmo, mas depois parece quebrar, talvez como quebra a onda. Sinto que a segunda metade pode ser mais burilada. Não percebo grande originalidade, nem criatividade; já que há outras poesias com a mesma idéia. Por exemplo, alguns trechos de Vento no litoral do Renato Russo, mas como o próprio Renato disse: “quais são as palavras que nunca são ditas”. Temos aqui uma boa poesia, porém, não é impactante. Nota 7,5
Composição da nota: 2 Clareza de idéias – 1,5 Originalidade e Criatividade - 1,5 Correção gramatical – 1,5 Exploração de recursos poéticos - 1 Empatia, impacto

A seguir as avaliações não computadas por falta de reciprocidade:

Nome: Osvaldo Luis de Melo
Cidade-Estado:
Nota: 8
Comentário: Solitário em busca de um abraço seja lá por quem for, 
iludido e ao mesmo tempo comovido em busca da paz e do amor.

Nome: Francisco Carlos Pierna
Cidade-Estado: Guarulhos SP
Nota: 9
Comentário:

Nome: Elane Nicolaci
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Linda. Verdadeira. É muito bom poder ler algo assim.

Nome: joana
Cidade-Estado: Morrinhos-Ce
Nota: 9
Comentário: Muito boa essa interação com o mar, 
essa fonte que entrega-se os sentimentos 
e faz uma comparação com os movimentos das águas.

Nome: Cleber Antonello
Cidade-Estado: Avaré/SP
Nota: 10
Comentário: bastante intenso.

Nome: Renato Francisco Toigo
Cidade-Estado: Caxias do Sul - RS
Nota: 7,0
Comentário:

Nome: Adriel Kunihei Kudo
Cidade-Estado: Cuiabá-MT
Nota: 8
Comentário: Neste poema o autor mostra uma visão cética em relação à 
vida, a qual é vista de forma melancólica e pacata. Uma situação 
interessante é abordada quando se faz a menção às ondas do mar, o autor
as compara com as indas e vindas de uma vida solitária, isto é, as 
situações vividas por uma pessoa nessa condição são repletas, ou melhor,
são carentes de ânimo e motivação, isso fica evidente no trecho, 
"Derrama o manto sem magia". Outro ponto a ser abordado é o ínfimo e 
parco desejo que o eu-lírico tem de se libertar de sua condição de mero
espectador e de se tornar algo diferente,ou seja, o eu-lírico se rendeu
a sua condição, como é mostrado na estrofe, "Cobri-me na maré fria. 
Gelada. Acolhendo como saudades nuas. Refletindo na solidão da vida.".
Coração ao Mar é uma representação dos sentimentos que insistem em ficar
à deriva da vida.

Nome: Fernando Ramos
Cidade-Estado: OuroPreto MG
Nota: 6
Comentário: Nos primeiros versos há problema de concordância. 
Valeu o esforço!

Nome: shayenne Montalione
Cidade-Estado: Nova Iguaçu/RJ
Nota: 7
Comentário:

Nome: ANTONIO PAIVA RODRIGUES
Cidade-Estado: FORTALEZA/CEARÁ
Nota: 8
Comentário: FALTA UM ALGO MAIS PARA FECHAR A SUA POESIA E TEM RIMAS
IGUAIS, POR EXEMPLO MAR COM MAR.

Nome: Idalina Bonfim
Cidade-Estado: Brasília DF
Nota: 10
Comentário:

Nome: CRISTIANE MARQUES SOARES
Cidade-Estado: SAPUCAIA DO SUL - RS
Nota: 7
Comentário:

Nome: CLAUDIO HUMES
Cidade-Estado: São Paulo
Nota: 7
Comentário: Uma visão do mar um tanto melancolica, talvez devido a um 
momento íntimo do autor. Começa descrevendo as águas do mar a quebrar 
com sua espuma, águas geladas que terminam abraçando o autor e 
despertando um pensamento sobre a solidão da vida, a solidão na vida.
A sucessão de imagens nos propicia a lembrar da imensidão do mar no 
horizonte que também nos desperta esse tipo de associação. 
Identificamos-nos com o autor no ato de ser envolvido pelas águas 
geladas marinhas em um abraço frio porém que evoca reflexões sobre a 
humanidade em uma relação simbiotica homem-mar. O estilo descritivo 
lembrou-me de um grande escritor; Heminghway
   

POESIA: Eu, por dentro

Detalhe da pontuação

Nome: joana
Cidade-Estado: Morrinhos-Ce
Nota: 10
Comentário: Gostei muito do seu poema. você retrata muito bem o conhecer a si próprio, as angústias que muitos tem e que ficam só no coração e nos pensamentos. Que muitas vezes andamos nas ruas todos com seus problemas internos se cruzam naquele trânsito estressante ainda refletimos sobre a vida. Que precisamos aprender a nos ver por dentro.

(Melhor avaliação internauta)
Nome: Elane Nicolaci
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Depois que li essa poesia, me dei conta que não me escuto, não me vejo, não me percebo. Nem presto atenção às dores do meu corpo, nem no que almejo. Me perco em meio a tanto ruído. De maneira óbvia, me desligo e deixo de existir. Talvez por isso, uma falta de luz por ridícula meia hora seja tão desesperador. Apesar de tudo ao meu redor, depois desse poema, tentarei me ouvir.

Nome: Renato Francisco Toigo
Cidade-Estado: Caxias do Sul - RS
Nota: 7,0
Comentário:

Nome: Adriel Kunihei Kudo
Cidade-Estado: Cuiabá-MT
Nota: 9
Comentário: Neste poema há uma análise muito intrigante no que tange às relações interpessoais. Primeiramente, o autor revela um certo receio quanto as outras pessoas, ou seja, o eu-lírico não se identifica em meio a multidão e por não achar essa identidade, ele deixa-se levar pela maioria na expectativa de encontrar-se, porém existe uma outra alternativa, a solidão, nela o eu-lírico encontra a sua singularidade, encontra aquilo que é essencial para o entendimento de si mesmo, encontra a sua voz. Dessa forma, agora tudo tudo tem explicação, em outras palavras, agora encontrou-se o sentido de estar em meio a outros seres, o sentido de ouvir a sua própria voz em meio ao coro.

Nome: Fernando Ramos
Cidade-Estado: OuroPreto MG
Nota: 6
Comentário: Uma crônica!

Nome: ANTONIO PAIVA RODRIGUES
Cidade-Estado: FORTALEZA/CEARÁ
Nota: 9
Comentário: UM TEMA ATUAL E BEM FEITO. GOSTEI

Nome: CRISTIANE MARQUES SOARES
Cidade-Estado: SAPUCAIA DO SUL - RS
Nota: 7
Comentário:

Nome: CLAUDIO HUMES
Cidade-Estado: São Paulo
Nota: 8
Comentário: Uma fotografia do homem urbano pois em meio ao seu habitat e rotina cotidiana a autora ainda consegue se isolar, apreciar coisas muitas vezes desapercebidas pela multidão e principalmente por fim encontrar-se em si mesmo, escutando a sua voz e apelo interior, abstraindo-se de tudo ao seu redor, numa descrição feliz do urbano e do intimista, em um estilo agradável que lembra-me letras de Bob Dylan e John Lennon (You´ve got to hide your love away). Apreciei muito esse modo como a poesia se desenrola em imagens reais e intimistas. A linguagem natural sem floreios agradou-me muito.Poderia ser transformada em letra de musica, sem dúvida ficaria muito acima do que é produzido por nossos atuais compositores populares (Argh!!!)

Nome: Francisco Carlos Pierna
Cidade-Estado: Guarulhos SP
Nota: 7
Comentário:

Nome: Idalina Bonfim
Cidade-Estado: Brasília DF
Nota: 10
Comentário:

(avaliação do Site do Escritor)
Em todas as avaliações irei começar com este parágrafo, pois todos merecem aplausos. Gostaria de dar parabéns pela coragem de escrever e expor o seu trabalho a um julgamento. Não desanime, nem fique triste com as opiniões. Pelo contrário, tire delas os elementos para melhorar ainda mais a qualidade de seu trabalho. Pelo meu lado, procurarei dar dicas que contribuam em seu crescimento literário. E quando estiverem no auge, não esqueça de mandar um de seus livros autografado.
Bastante introspectiva, um ar de Clarice Lispector, dá a impressão que fechará com algo surpreendente, mas não, ela encerra fechada mesmo. Algumas palavras poderiam ser omitidas, como a repetição do “ouço”. Um trabalho com o “não” e o “nem” poderia deixar o texto mais fluente. “com o trânsito” poderia ser retirado sem perder o sentido, e daria maior fluência. Uma das “multidões” poderia sair. É impactante, apesar de ser um tema já abordado. Penso que essa poesia pode ficar ótima se mais burilada. Nota 8,0
Composição da nota: 2 Clareza de idéias – 1,5 Originalidade e Criatividade - 2 Correção gramatical – 1 Exploração de recursos poéticos - 1,5 Empatia, impacto

Nome: shayenne Montalione
Cidade-Estado: Nova Iguaçu/RJ
Nota: 8
Comentário:

Nome: Barbara Cristina de Sousa Moreira
Cidade-Estado: rio de janeiro
Nota: 10
Comentário: Vivemos dentro de uma cultura caótica.
Me indentifico com a autora. Precisamos entrar em 
contato com nosso silencio interior, com nós mesmos.

Nome: Nelson Cândido Mendes Junior
Cidade-Estado: Rio de Janeiro RJ
Nota: 10
Comentário: 
A escritora conseguiu expor algo que muitos de nós nunca parou
para ouvir: a nós mesmos. Estamos sempre cercados de pessoas e
informações, mas não ouvimos nossa própria voz, nossas vontades. 
Parabenizo a escritora pela linda poesia.

Nome: Elane Nicolaci
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Nos leva à reflexão. Lindo. Nos remete à uma paz
 que já existe dentro de nós e que dificilmente a percebemos.

Nome: Glaucia Pessoa
Cidade-Estado: Petropolis RJ
Nota: 10
Comentário: Excelente!

Nome: Bruna Goulart
Cidade-Estado: Rio de Janeiro RJ
Nota: 10
Comentário: Eu simplesmente adorei, aliás amei!!!

Nome: wagner oliveira
Cidade-Estado: rio de janeiro/rj
Nota: 10
Comentário: Atual e profunda

Nome: Rogeria Costa Vieira
Cidade-Estado: Brasília DF
Nota: 10
Comentário:

Nome: Marileide
Cidade-Estado: Rio de Janeiro 
Nota: 10
Comentário: Existe uma solidão calada em todos nós.
Ou uma solidão que grita?Esse poema me remete a divagações. 

Nome: Carlos Yohei
Cidade-Estado: São Paulo /SP
Nota: 10
Comentário:

Nome: VIVIANE ALVES
Cidade-Estado: RIO DE JANEIRO
Nota: 10
Comentário: Lindaaaa.

Nome: Alessandra Wirtz
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Muita criatividade e sensibilidade da autora. Perfeita!

Nome: Danuzia Silva
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Amei!!!!!

Nome: Fernanda Felicia
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Maravilhoso

Nome: Andrew
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Autêntico

Nome: Maria Helena
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Verdadeiro

Nome: Débora Neiva
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Nota 1000

Nome: Bia Costa
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Arrasador

Nome: Gabriela Osorio
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Muito bom

Nome: Nadiny
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Sensacional

Nome: José Geraldo
Cidade-Estado: Praia Grande
Nota: 10
Comentário:

Nome: Ana Caroline sobreira oliveira
Cidade-Estado: Rio de janeiro
Nota: 10
Comentário:

Nome: Raphaella Andrade
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Explendido

Nome: Ana Barbara
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Massa!!!!!!!

Nome: Claudio Moutinho
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Surpreendente e simples ao mesmo tempo

Nome: Adriana
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Sensacional

Nome: Adriana
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Gostei

Nome: Jordan
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Profundo

Nome: Alessandra
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Sem palavras. Procuro o meu silêncio

Nome: Débora
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Paz

Nome: Eunice
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Uma nova visão de silêncio.

Nome: Aline
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Silêncio. ..

Nome: RRossi
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Liiindoooooooo

Nome: Dan
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Lindo

Nome: Rômulo
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Amei

Nome: Simone S
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Magnífico

Nome: Simone C
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Lindo

Nome: Tassiana L
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Parabéns! ! ! !

Nome: Tiago Y
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Perfeito

Nome: Teresa Cristina
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Muito lindo! !!

Nome: Tiana S
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Maravilhoso

Nome: Zulmira C
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Bacana

Nome: Wagner O
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Nota dez!!!@!!

Nome: Viviane Carvalho
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Perfeito

Nome: Viviane Boscoli
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Emocionante Misterioso

Nome: Val T
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Preciso me ouvir

Nome: Vaneska Mello
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Poetiza!!!!

Nome: Tanaka T
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Lindo

Nome: Valeria K
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Noite

Nome: Carlos Fausto
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Arrasador

Nome: Carlos Brito
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Liiindoooooooo

Nome: Shirlei Mello mais
Cidade-Estado: RJ
Nota: 10
Comentário: Parabéns! Muito bom nota 1000
   

POESIA: Perdida

Detalhe da pontuação

Nome: CLAUDIO HUMES
Cidade-Estado: São Paulo
Nota: 7
Comentário: Nascemos. crescemos e somos criados com base em estereotipos do que esperam que nos tornemos, por vezes nos sentimos perdidos com isso, por vezes rebelamo-nos contra essa ordem das coisas, vontade de jogar tudo para o alto e deixar o outro lado falar por nós. Mas como resistir ao bombardeio da sociedade e seus veículos de comunicação e ainda encontrar alguém que pense como nós, tenha afinidade com o nosso sentimento de estar perdido nesse turbilhão de reflexões? È o que essa poesia propõe, em uma linha de sucessivas colocações. E por falar nisso, também me sinto perdido como a autora, vontade de me solidarizar e jogar meu notebook pela janels...

Nome: Elane Nicolaci
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 9
Comentário: Muito boa. Descreve a sociedade com temporada. A busca pelo silêncio interior, a busca por nós mesmos e a busca pelo outro como um analgésico.

(Melhor avaliação internauta)
Nome: Fabricio
Cidade-Estado: Acaraú/CE
Nota: 10
Comentário: Um ótimo poema, retrata o profundo dos nossos sentimentos, realmente uma mistura do real com o imaginário... Esplendido!!!!

Nome: Francisco Carlos Pierna
Cidade-Estado: Guarulhos SP
Nota: 9,5
Comentário:

(avaliação do Site do Escritor)
Em todas as avaliações irei começar com este parágrafo, pois todos merecem aplausos. Gostaria de dar parabéns pela coragem de escrever e expor o seu trabalho a um julgamento. Não desanime, nem fique triste com as opiniões. Pelo contrário, tire delas os elementos para melhorar ainda mais a qualidade de seu trabalho. Pelo meu lado, procurarei dar dicas que contribuam em seu crescimento literário. E quando estiverem no auge, não esqueça de mandar um de seus livros autografado.
Parece que estou lendo um texto da Pitty; “ninguém merece ser só mais uma bonitinha...”. É um tema muito atual. Somos forçados a ser politicamente corretos o tempo inteiro, e no fim, não sabemos mais quem somos de fato. É uma situação bastante inquietante dos anos noventa para cá. Sua poesia não é ruim, mas não tem “pimenta”. Sinto que você pode muito mais. Escancare. Escreva o que de fato pensa. Nesta poesia parece que você está querendo se rebelar, mas não sabe, e tem medo de onde irá parar. Leia mais autores modernos e inquietantes. Nota 7,0
Composição da nota: 2 Clareza de idéias – 1 Originalidade e Criatividade - 2 Correção gramatical – 1 Exploração de recursos poéticos - 1 Empatia, impacto

A seguir as avaliações não computadas por falta de reciprocidade:

Nome: Renato Francisco Toigo
Cidade-Estado: Caxias do Sul - RS
Nota: 7,0
Comentário:

Nome: Adriel Kunihei Kudo
Cidade-Estado: Cuiabá-MT
Nota: 8
Comentário: Neste poema é mostrado um claro conflito interior do 
eu-lírico, em relação a sua vida tanto individual quanto social. No que
tange ao comportamento humano, o autor procura expor os questionamentos
interiores, isto é, a própria singularidade do índividuo o leva a pensar
 se realmente possui um lugar no mundo, isso fica evidente no trecho: 
"Trancada no meu mundo desumano". Outro ponto a ser abordado é a questão
da imposição social frente a individualidade, no trecho : "[...]
Criticada, por que as pessoas querem determinar a minha personalidade.",
aqui é mostrado um sentimento de não aceitação dos modais sociais, os 
quais regem a conduta das massas. Finalmente, é evidenciado as 
"artimanhas" usadas pelo eu-lírico para tentar se inserir em um meio, o
qual não pertence, a fim de amenizar sua pugna interior, um exemplo de 
tais estratégias é esconder suas tristezas por meio de um sorriso 
postiço, em meio a isso tudo ainda há um desejo de revolução interior, 
essa mudança radical é procurada pelo eu-lírico na outra face do ser.

Nome: Fernando Ramos
Cidade-Estado: Ouro Preto
Nota: 5,5
Comentário: Uma confissão, mas não é um poema, não é uma poesia. Uma 
página de diário é o que percebo! Há certos aspectos que não podem 
deixar de estar presentes em um texto que se queira poema, poesia. 
Isso não quer dizer que o texto não seja bom, 
mas que pertence a outro gênero.

Nome: shayenne Montalione
Cidade-Estado: Nova Iguaçu/RJ
Nota: 7,5
Comentário:

Nome: ANTONIO PAIVA RODRIGUES
Cidade-Estado: FORTALEZA/CEARÁ
Nota: 7
Comentário: NÃO GOSTO DE POESIA SEM RIMA, POIS CONSIDERO O FORTE DA 
POESIA A RIMA. A POESIA PODE CONTAR ALGO BONITO, 
MAS SEM RIMA FICA INCOMPLETA.

Nome: Idalina Bonfim
Cidade-Estado: Brasília DF
Nota: 10
Comentário:

Nome: CRISTIANE MARQUES SOARES
Cidade-Estado: SAPUCAIA DO SUL - RS
Nota: 7
Comentário:
   

POESIA: Escuridão neste espaço

Detalhe da pontuação

(avaliação do Site do Escritor)
Em todas as avaliações irei começar com este parágrafo, pois todos merecem aplausos. Gostaria de dar parabéns pela coragem de escrever e expor o seu trabalho a um julgamento. Não desanime, nem fique triste com as opiniões. Pelo contrário, tire delas os elementos para melhorar ainda mais a qualidade de seu trabalho. Pelo meu lado, procurarei dar dicas que contribuam em seu crescimento literário. E quando estiverem no auge, não esqueça de mandar um de seus livros autografado.
Um tanto confusa, sobretudo no inicio. É feita em formato de letra de música e remete a “Primeiros erros” de Kiko Zambianchi. Apresenta aquela idéia dúbia que tanto pode referir ao divino, quanto ao humano. Fica para o leitor entender conforme seu próprio interesse. O texto poderia ser revisto para minimizar as diferenças textuais de uma frase para a outra. Isso melhoraria o ritmo de leitura. Este texto é correto, mas sem grande veemência. Falta força e empolgação. Não há um ápice. Nota 6,5
Composição da nota: 1,5 Clareza de idéias – 1 Originalidade e Criatividade - 2 Correção gramatical – 1 Exploração de recursos poéticos - 1 Empatia, impacto

A seguir as avaliações não computadas por falta de reciprocidade:

Nome: Osvaldo Luis de Melo
Cidade-Estado: São José do Rio Pardo-SP
Nota: 6
Comentário: Um desabafo desesperado por alguém que se sentiu isolado e 
procurou o brilho do sol ou das estrelas e nova luz para o seu caminho.
Difícil foi o encontro e talvez nada tenha encontrado a não ser o dom da
poesia que foi escrita neste dia fez com que a calma iluminasse sua alma
e aliviar a dor que sentia.

Nome: Francisco Carlos Pierna
Cidade-Estado: Guarulhos SP
Nota: 10
Comentário:

Nome: Elane Nicolaci
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 7
Comentário: Uma poesia de sofrimento. De alguém que quer se encontrar no
outro... A procura desesperada por uma analgesia...

Nome: joana
Cidade-Estado: Morrinhos-Ce
Nota: 9
Comentário: Muito bom .. Principalmente essa repetição do verso e essa 
visão de esperança de um novo amanhã é o que alimenta a maioria dos 
pensamentos humanos.

Nome: Renato Francisco Toigo
Cidade-Estado: Caxias do Sul - RS
Nota: 7,0
Comentário:

Nome: Adriel Kunihei Kudo
Cidade-Estado: Cuiabá-MT
Nota: 9
Comentário: Neste poema é interessante observar a constatação que o 
eu-lírico teve em relação ao meio em que vive. Dessa forma, é importante
ressaltar o conflito gerado entre o ser e o estar, isto é, o ser se 
encontra em conflito com o tempo e com as circunstâncias, em outras 
palavras, isso quer dizer que há um pessimismo no que tange a 
mutabilidade humana. Visto isso, na primeira estrofe é evidenciado a dor
de uma despedida, porém não uma separação espacial, mas sim sentimental,
e logo na segunda estrofe o sujeito lírico expressa a sensação de estar
na escuridão, por meio de um ar de esperança. Já na terceira estrofe, 
novamente mostra-se a esperança, porém dessa vez em forma de sonho, a 
questão da espectativa frente a realidade é mostrada de tal forma que o 
eu-lírico é capaz de fechar os olhos para os sonhos e apenas entregar 
seu próprio coração.

Nome: Fernando C S Ramos
Cidade-Estado: Ouro Preto
Nota: 5,0
Comentário: O título não ajuda em nada!

Nome: shayenne Montalione
Cidade-Estado: Nova Iguaçu/RJ
Nota: 8
Comentário:

Nome: ANTONIO PAIVA RODRIGUES
Cidade-Estado: FORTALEZA/CEARÁ
Nota: 8
Comentário: EU PODERIA DAR UMA NOTA MELHOR, MAS QUERO DIZER QUE É UM 
ERRO CRASSO COMEÇAR FRASES COM PRONOMES OBLÍQUOS. OBRIGADO.

Nome: Idalina Bonfim
Cidade-Estado: Brasília DF
Nota: 10
Comentário:

Nome: CRISTIANE MARQUES SOARES
Cidade-Estado: SAPUCAIA DO SUL - RS
Nota: 9
Comentário:

Nome: CLAUDIO HUMES
Cidade-Estado: São Paulo
Nota: 7
Comentário: Poesia sobre a busca de uma amor que alegrará o coração 
apaixonado iluminando-o pois o mesmo encontra-se em estado 
melancolico/depressivo simbolicamente em forma de chuva ocasionado pelas
agruras da vida. Quem já não passou por esses momentos em que tudo 
parece sombrio na vida até a possibilidade de um grande amor que 
iluminará o nosso viver? A imagem é poetica e válida, descrevendo um 
possível resgate para a felicidade. O poeta é mineiro como nossos 
maiores poetas, transparecendo seu estilo ao que há de bom nos artistas 
dessa terra abençoada por Deus nos aspectos da natureza como montanhas, 
chuva e sol. Me senti identificado com o sentimento de raiz como quando 
vou visitar Uberlãndia a serviço, momentos de indescritível felicidade 
quando me naturalizo mineiro.
   

POESIA: Astronauta apaixonado

Detalhe da pontuação

(Melhor avaliação internauta)
Nome: Julio Cesar Theodoro
Cidade-Estado: Avaré SP
Nota: 10
Comentário: O amor que leva nossas emoções e razões para o espaço, sem peso e nem perpectiva de onde chegaremos nesse cosmo. A poesia é bastante intensa, com um pouco de humor, e um retrato da era espacial e a guerra fria.
Essa é a minha nota, já que no primeiro email, deixei meu comentário, reafirmo o compromisso dessa poesia com amor e sociedade...

(avaliação do Site do Escritor)
Em todas as avaliações irei começar com este parágrafo, pois todos merecem aplausos. Gostaria de dar parabéns pela coragem de escrever e expor o seu trabalho a um julgamento. Não desanime, nem fique triste com as opiniões. Pelo contrário, tire delas os elementos para melhorar ainda mais a qualidade de seu trabalho. Pelo meu lado, procurarei dar dicas que contribuam em seu crescimento literário. E quando estiverem no auge, não esqueça de mandar um de seus livros autografado.
É uma poesia interessante, com fortes traços metafóricos. Num mundo em que cada vez mais os olhos são voltados para o espaço. Esta poesia faz lembrar alguns trechos do filme “Interestelar” e do documentário “Quem somos nós?”. O autor poderia até burilar mais este poema, penso que a troca de um ou outro termo possa dar um “plus” a mais. Quando se lê o título, já há uma espécie de rejeição do leitor, “lá vem mais uma daquelas poesias melosas”. Com a leitura, o preconceito termina. Nota 7,5
Composição da nota: 2 Clareza de idéias – 1,5 Originalidade e Criatividade - 2 Correção gramatical – 1,5 Exploração de recursos poéticos - 1,5 Empatia, impacto

Nome: Elenice Vasconcellos
Cidade-Estado: Avaré/SP
Nota: 10
Comentário: Acredito que essa poesia foi feita pra mim!!!
   

A seguir as avaliações não computadas por falta de reciprocidade:

Nome: Osvaldo Luis de Melo
Cidade-Estado: São José do Rio Pardo-SP
Nota: 7
Comentário: Simples e muito objetiva essa poesia que no traz o otimismo 
e na esperança como uma inocente criança que sonha e fazendo de tudo 
para que este sonho torna-se uma realidade.

Nome: Francisco Carlos Pierna
Cidade-Estado: Guarulhos
Nota: 10
Comentário: gostei muito, bacana.

Nome: Elane Nicolaci
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: É muito bom ler algo assim. Determinado. Apaixonado. 
Sem garantia. Lindo!

Nome: Renato Francisco Toigo
Cidade-Estado: Caxias do Sul - RS
Nota: 7,0
Comentário:

Nome: Adriel Kunihei Kudo
Cidade-Estado: Cuiabá-MT
Nota: 9
Comentário: Neste poema há uma reflexão sobre o trajeto unilateral da 
vida. O eu-lírico se mostra como um astronauta, ou seja, ele se mostra à
 deriva em meio ao grande espaço social. Dessa forma, é necessario 
vencer as batalhas sentimentais, a fim de encontrar seu galardão. É 
interessante ressaltar que o autor demonstra segurança ao fazer uma 
análise plana da vida, ou seja, apesar da complexa esfera de sensações 
que é a existência, o escritor conseguiu sintetizar tudo isso em apenas 
duas palavras, as quais são : "altos e baixos", isso demonstra que é 
possível compreender a vida de forma simples e direta.

Nome: Fernando C S Ramos
Cidade-Estado: Ouro Preto
Nota: 5,0
Comentário: O título desanima.

Nome: shayenne Montalione
Cidade-Estado: Nova Iguaçu/RJ
Nota: 10
Comentário: Que bela poesia, lembrou-me a ansiedade propicia da 
adolescência, cheia de sonhos e de sede de abraçar o mundo na tentativa 
de saciar brevemente seus anseios.

Nome: ANTONIO PAIVA RODRIGUES
Cidade-Estado: FORTALEZA/CEARÁ
Nota: 7
Comentário: O ASTRONAUTA ESTÁ APAIXONADO, MAS ESQUECEU O AMOR PARA 
ENALTECER A SUA POESIA. PODERIA SER MELHOR.

Nome: Idalina Bonfim
Cidade-Estado: Brasília DF
Nota: 10
Comentário:

Nome: CRISTIANE MARQUES SOARES
Cidade-Estado: SAPUCAIA DO SUL - RS
Nota: 7
Comentário:

Nome: CLAUDIO HUMES
Cidade-Estado: São Paulo
Nota: 8
Comentário: Uau! Como não apreciar uma poesia que parece até que foi 
escrita por mim! Tudo que procuro em meus poemas está aqui: linguagem 
simples e direta, imagens comparativas concisas em "flashs" mas 
precisas, começo-meio e fim. Será que também sou um Poeta do Século 21?
Parabéns pela métrica/rimas. Também quero estar nessa nave como 
astronauta em uma missão poetica na Lua (Lua) , entrar na atmosfera 
passando pelo Sol e Chuva (Escuridão nesse Espaço), aterrisar no mar 
(Coração ao mar) e ser conduzido mum carro pela cidade (Eu, por Dentro).
Espero que o espaço não me faça sentir perdido (Perdida) mas se alguem
me procurar contarei minha estória e darei o apoio necessário 
(Reflexão). Me aguardem...
   

POESIA: Canção Tainá

Detalhe da pontuação

(Melhor avaliação internauta)
Nome: Neyd Montingelli
Cidade-Estado: Curitiba PR
Nota: 8
Comentário:

(avaliação do Site do Escritor)
Em todas as avaliações irei começar com este parágrafo, pois todos merecem aplausos. Gostaria de dar parabéns pela coragem de escrever e expor o seu trabalho a um julgamento. Não desanime, nem fique triste com as opiniões. Pelo contrário, tire delas os elementos para melhorar ainda mais a qualidade de seu trabalho. Pelo meu lado, procurarei dar dicas que contribuam em seu crescimento literário. E quando estiverem no auge, não esqueça de mandar um de seus livros autografado.
Está poesia tem um ar quase infantil, tudo haver com a jovialidade do ser homenageado. É comum vermos poemas feitos para pequeninos que desabrocham, contudo, sempre é bom ver estas homenagens. Toda demonstração de amor vale a pena. Mais uma vez, assim como já percebi em outras poesias, vejo que há possibilidade de melhorias. Nesta, especificamente, vejo que há falta de algumas palavras. Em outros momentos, há palavras jogadas em excesso. Talvez, agrupar mais, incluir uma expressão a mais. É mais uma boa poesia. Nota 7,5
Composição da nota: 2 Clareza de idéias – 1,5 Originalidade e Criatividade - 2 Correção gramatical – 1,5 Exploração de recursos poéticos - 1,5 Empatia, impacto

A seguir as avaliações não computadas por falta de reciprocidade:

Nome: Francisco Carlos Pierna
Cidade-Estado: Guarulhos SP
Nota: 8
Comentário:

Nome: Elane Nicolaci
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 7
Comentário: Filho. O coração de um pai e de uma mãe se enchem de orgulho
por poder ver e, melhor ainda, por poder participar do crescimento e do 
desnvolvimento dessa vida tão cara e tão especial. O tempo dá maturidade
e fortalece o laço mais forte do mundo. Nossos pequenos se tornam 
grandes e enfrentarão o mundo de frente, sem nós... A vida segue e a 
história se repetirá com os filhos dos nossos filhos... Esse amor é uma 
dádiva, nos motiva, dá sentido e nos dá um norte.

Nome: Renato Francisco Toigo
Cidade-Estado: Caxias do Sul - RS
Nota: 8,0
Comentário:

Nome: Adriel Kunihei Kudo
Cidade-Estado: Cuiabá-MT
Nota: 7
Comentário: Essa poesia remete a uma vida de uma criança, sobretudo, 
Tainá. Nos primeiros versos é importante destacar a exaltação da chegada
da criança, uma felicidade sem tamanho que inunda o mundo com alegria. 
Nos próximos versos é colocado o crescimento dessa criança que com o ar 
de juventude engloba as belezas de viver. Nos últimos versos é colocado 
uma metáfora que provavelmente se refere já a idade adulta, com todas as
transições emocionais e sociais. Não pude deixar de notar que o poema 
faz também uma referência a história do filme Taina que em 2016 completa
15 anos, mostrando, quem sabe, uma homenagem.

Nome: Fernando C S Ramos
Cidade-Estado: Ouro Preto
Nota: 6,5
Comentário: Uma ode à filha! Interessante.

Nome: shayenne Montalione
Cidade-Estado: Nova Iguaçu/RJ
Nota: 8
Comentário:

Nome: ANTONIO PAIVA RODRIGUES
Cidade-Estado: FORTALEZA/CEARÁ
Nota: 9
Comentário: MUITO BONITA A POESIA,MAS COMO FALEI ANTERIORMENTE A POESIAS
SEM RIMAS FICA FALTANDO UM ALGO MAIS.

Nome: Idalina Bonfim
Cidade-Estado: Brasília DF
Nota: 10
Comentário:

Nome: CRISTIANE MARQUES SOARES
Cidade-Estado: SAPUCAIA DO SUL - RS
Nota: 6
Comentário:

Nome: CLAUDIO HUMES
Cidade-Estado: São Paulo
Nota: 7
Comentário: Quinze anos, idade de debutar para a vida, idade de dar 
graciosidade a todos a seu redor. O poeta descreve essa trajetória de um
bebê a transformação de uma menina moça com leveza e languidez, A tênue 
linha do ponto em que começam as manifestações da juventude feminina e 
os pensamentos / imagens de menina lentamente se esvaem é descrita com 
sutileza transparecendo imagens de amor e carinho puros, sim é uma 
poesia pura, por vezes brota em forma de uma canção que seria traduzida 
em uma suave balada ao som de uma orquestra com muitos violinos. Sem 
cair na armadilha de descrever um baile de debutantes o tema é exposto 
graciosamente e com lirismo.
   

POESIA: Filho

Detalhe da pontuação

Nome: Osvaldo Luis de Melo
Cidade-Estado: São José do Rio Pardo
Nota: 9
Comentário1: Esses são os detalhes que só o poeta analisa, sente e escreve, pois é difícil chegar a esses pontos profundos da vida.
Vem nos mostrar essa poesia o que poucos enxergam no seu dia a dia e só dão conta na hora da despedida, pois quando em estado de desespero é que lembram da mãe ou do pai e choram para quem deram sua vida.

Nome: Fernando C S Ramos
Cidade-Estado: Ouro Preto
Nota: 5,5
Comentário: Nada a comentar!

Nome: ANTONIO PAIVA RODRIGUES
Cidade-Estado: FORTALEZA/CEARÁ
Nota: 7
Comentário: FILHO É MUITO MAIS DO QUE FOI DITO. INFELIZMENTE NÃO ENTENDI ONDE O POETA QUIS CHEGAR.

Nome: CRISTIANE MARQUES SOARES
Cidade-Estado: SAPUCAIA DO SUL - RS
Nota: 6
Comentário:

Nome: CLAUDIO HUMES
Cidade-Estado: São Paulo
Nota: 8
Comentário: Poesia inteligente, explora um tema universal de uma maneira original, concisa e precisa. Filhos todos nós somos de uma maneira ou outra, inclusive para quem acredita somos filhos de Deus. E que maravilha é um filho, um pedaço de nossa carne e coração (mais coração quando adotamos um filho). Pablo Neruda mencionou que quando a mãozinha de um recém-nascido se fecha em torno do dedo do pai que o segura pela primeira vez está formada uma aliança indestrutível até o final dos tempos. Essa poesia me remete a essa imagem. Que seria da vida se não fossem os filhos,pois até quem não tem filhos, é filho de alguém. Paradoxalmente quando temos raiva de alguém que aprontou conosco desigamos-o como filho da p....

Nome: Elane Nicolaci
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 7
Comentário: Bonito

(Melhor avaliação internauta)
Nome: Jany Ramos
Cidade-Estado: Garopaba SC
Nota: 8,5
Comentário: Emociona quando se vê alguém falando de filho com uma forma poética tão linda. Quem é mãe entende a emoçãoo que o poeta trasmitiu. Muito lindo.

Nome: Adriel Kunihei Kudo
Cidade-Estado: Cuiabá-MT
Nota: 8
Comentário: Essa poesia nos faz refletir sobre a condição de todos nós sermos filhos. Muitas vezes pensamos que ser filho é apenas ter pais, porém a poesia nos mostra que ser filho vai muito mais além, ser filho é ser uma herança que se perpetua, é estar no cerne da vida, é contemplar a existência do amor. Por outro lado, a poesia nos mostra que nem todos os filhos são recebidos com amor, esses são, muitas vezes, abandonados sem o menor pudor, e muitos nem têm a possibilidades de chegar a ver a luz, em meio a tudo isso é incrível a complacência que o autor teve ao tratar desse assunto.

Nome: Francisco Carlos Pierna
Cidade-Estado: Guarulhos SP
Nota: 7
Comentário:

Nome: Idalina Bonfim
Cidade-Estado: Brasília DF
Nota: 10
Comentário:

(avaliação do Site do Escritor)
Em todas as avaliações irei começar com este parágrafo, pois todos merecem aplausos. Gostaria de dar parabéns pela coragem de escrever e expor o seu trabalho a um julgamento. Não desanime, nem fique triste com as opiniões. Pelo contrário, tire delas os elementos para melhorar ainda mais a qualidade de seu trabalho. Pelo meu lado, procurarei dar dicas que contribuam em seu crescimento literário. E quando estiverem no auge, não esqueça de mandar um de seus livros autografado.
Levemente inclinada para o concretismo. Penso que o autor preocupou-se muito com a métrica, com a rima. Faltou um pouco de amor, porque poesia também precisa de sentimento. Ainda assim vislumbro possibilidade da dar mais força a este poema. Oito vezes foi usada a palavra “filho”, oito vezes a palavra “é”. Onze vezes a palavra “que”... Poderia ser pensada a possibilidade de enriquecer esse vocabulário. Esse tipo de poesia tende a não impactar o leitor, a menos que seja magistralmente escrita. Nota 7,5
Composição da nota: 2 Clareza de idéias – 1,5 Originalidade e Criatividade - 2 Correção gramatical – 2 Exploração de recursos poéticos - 1 Empatia, impacto

Nome: shayenne Montalione
Cidade-Estado: Nova Iguaçu/RJ
Nota: 10
Comentário:

Nome: RE
Cidade-Estado: Caxias do Sul - RS
Nota: 9,0
Comentário: Uma ótima forma de pensar sobre os filhos.
   

POESIA: A última dança

Detalhe da pontuação

Nome: Elane Nicolaci
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Aplausos!!!!!!!!!! Super bem escrita. Muito bem elaborada. Mas chata, ente diante. Sem emoção. Qual foi o objetivo? Usar palavras bonitas e difíceis de um modo elaborado e culto? Objetivo cumprido. Quer ser lido? Quer que tirem print e a poesia se torne virar? Estamos em 2015! As emoções são as mesmas. O homem é o mesmo. O sofrimento é o mesmo. Como mostrar isso? Como descrever isso? Ah, isso mudou!

(Melhor avaliação internauta)
Nome: Gabriel Souto de Castro Coutinho
Cidade-Estado: Cuiabá
Nota: 10
Comentário: Fantástica poesia! O autor soube mesclar bom vocabulário léxico e sonoridade e repassou, com maestria, sentimentos tão simples para quem vê, e, ao mesmo tempo, complexos para quem sente! A nota 10 faz jus à competência poética. Parabéns!

Nome: Renato Francisco Toigo
Cidade-Estado: Caxias do Sul - RS
Nota: 8,0
Comentário: Gostei da forma poética como foi apresentado o tema.

Nome: Francisco Carlos Pierna
Cidade-Estado: Guarulhos SP
Nota: 10
Comentário:

Nome: Fernando C S Ramos
Cidade-Estado: Ouro Preto
Nota: 6,0
Comentário: A linguagem não me atraiu.

(avaliação do Site do Escritor)
Em todas as avaliações irei começar com este parágrafo, pois todos merecem aplausos. Gostaria de dar parabéns pela coragem de escrever e expor o seu trabalho a um julgamento. Não desanime, nem fique triste com as opiniões. Pelo contrário, tire delas os elementos para melhorar ainda mais a qualidade de seu trabalho. Pelo meu lado, procurarei dar dicas que contribuam em seu crescimento literário. E quando estiverem no auge, não esqueça de mandar um de seus livros autografado.
Por um momento achei que estava lendo uma poesia de Olavo Bilac. É bom demonstrar conhecimento da língua portuguesa, mas o uso excessivo de palavras “esquecidas” pode fazer com que o leitor desista. É um poema bem escrito, com ritmo, apesar de um escorregão em “amor sonhos criados...”. É um texto de difícil entendimento. Exige um dicionário do lado. Respeito o estilo, mas vejo que poesias deste tipo tendem a ter dificuldades para fazer sucesso em qualquer tipo de concurso popular de poesia. Nota 8,0
Composição da nota: 1,5 Clareza de idéias – 1,5 Originalidade e Criatividade - 2 Correção gramatical – 2 Exploração de recursos poéticos - 1 Empatia, impacto

Nome: ANTONIO PAIVA RODRIGUES
Cidade-Estado: FORTALEZA/CEARÁ
Nota: 9
Comentário: BEM FEITA. GOSTEI IMENSAMENTE. ABRAÇOS.

Nome: Aline Rodrigues da Silva
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 8
Comentário: Gostei da construção e me identifiquei com o tema. Gosto das rimas e dos jogos de palavras. Muito bem escrita.

Nome: shayenne Montalione
Cidade-Estado: Nova Iguaçu/RJ
Nota: 10
Comentário:

Nome: Idalina Bonfim
Cidade-Estado: Brasília DF
Nota: 10
Comentário:

Nome: CRISTIANE MARQUES SOARES
Cidade-Estado: SAPUCAIA DO SUL - RS
Nota: 6
Comentário:

Nome: CLAUDIO HUMES
Cidade-Estado: São Paulo
Nota: 6
Comentário: Poesia rica em vocabulário e metrica nos moldes da poesia da escola parnasiana, porém exige muita leitura para interpretar os sentimentos nela contidos. Por esse motivo temo não ser justo em minha avaliação. Gostei sobretudo dos versos finais "Epílogo eterno alvo final prazo expirado já vejo o sinal última lágrima não hei de conter Honra completa contigo Viver" que configura um "grand finale", realmente um contraponto legítimo aos primeiros versos "Concede-me? A vida está no prelúdio do Amor calibre de lastro onde não há temor valente hiperbólico para ele suster querela de lágrimas terei que conter". A tematica foi bem explorada porém a linguagem é um pouco arcaica sobressaindo-se melhor no plano escrito do que no plano oral.

Nome: Adriel Kunihei Kudo
Cidade-Estado: Cuiabá-MT  
Nota: 10
Comentário: Antes de tudo, a minha intenção de compor 
esta ode foi de fazer uma representação de uma vida. 
Isso começa desde o título quando se refere a uma dança, 
ou seja esta vida nunca está parada, além disso 
em referência a "última" quero me referir a duas possibilidades,
uma se refere a uma partida, e outro um final, o qual, 
em virtude das longas andanças da vida, ou seja, os anos, 
será eterno. Em todos os momentos, ou em grande parte deles, 
é o eu lírico tendo uma "conversa" com seu amor, 
como se estivesse contando sua história. 
Cada verso possui um significado, 
e cada um deles representa uma fase da vida de um casal, 
e dois versos merecem esclarecimento...
"Clamas a finco a fim de um dossel" - 
Essa talvez seja uma das partes mais metafóricas, 
dossel no caso tem duas significações, 
cobertura ou um tipo de véu que se coloca no berço, 
então significa que ela quer um abrigo, 
alguém que a proteja e também que ela quer um filho, 
mas existe uma condição... no próximo verso.
"findas procuras diante do véu"- 
Essa parte talvez tenha causado dúvida 
pois está muito implícito que na verdade"...
diante do véu", significa o casamento 
e "findas procuras" quer dizer 
que agora ela encontrou o que procurava tanto, 
ou seja, seu verdadeiro amor. No desenrolar da poesia, 
tentei colocar cada palavra no seu lugar, 
dando a sensação de uma dança : 1,2,3,4...1,2,3,4...
   

POESIA: Canção ao Silêncio

Detalhe da pontuação

Nome: ANTONIO PAIVA RODRIGUES
Cidade-Estado: FORTALEZA/CEARÁ
Nota: 7
Comentário: POESIA SEM RIMA, APESAR DO ESFORÇO O PENSAMENTO NÃO FICOU COMPLETO

Nome: CRISTIANE MARQUES SOARES
Cidade-Estado: SAPUCAIA DO SUL - RS
Nota: 8
Comentário:

Nome: CLAUDIO HUMES
Cidade-Estado: São Paulo
Nota: 7
Comentário: O autor nos mostra que o Silêncio é fundamental para o nosso eu transcendental alcançado através da instropecção, meditação e concentração em relação aos objetivos pretendidos (a porta daquele lugar onde nada é mais do que o real porém sem você...). A falta do silêncio interior oprime a paz almejada pelo poeta (não permita que eu pire nem tampouco seja um normal...), sobretudo pelas demais vozes, deixando-o no limiar entre a sanidade e a loucura. A poesia escancara o brado da alma pela necessidade desse silêncio.A Poesia é de carácter instropectivo porém interessante,denotando uma afinidade com o estilo literário e poético de Machado de Assis.

Nome: Renato Francisco Toigo
Cidade-Estado: Caxias do Sul - RS
Nota: 7,0
Comentário:

Nome: Elane Nicolaci
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Eu me identifico com o poema. Quem não? Super atual. Super bem escrito. Super verdadeiro.

(Melhor avaliação internauta)
Nome: Sonia Mara Mainardes Carneiro
Cidade-Estado: Castro
Nota: 10
Comentário: A poesia tem que estabelecer um diálogo com o leitor e esta poesia Canção ao Silêncio, reflete exatamente, aquilo que preciso hoje, silêncio... Excelente.

Nome: Francisco Carlos Pierna
Cidade-Estado: Guarulhos SP
Nota: 9
Comentário:

Nome: Idalina Bonfim
Cidade-Estado: Brasília DF
Nota: 10
Comentário:

Nome: Adriel Kunihei Kudo
Cidade-Estado: Cuiabá-MT
Nota: 7,5
Comentário: Neste poema há uma clara reflexão quanto a angústia do ser humano em meio ao caos. É importante observar que o silêcio é tratado como algo essencial para a vida humana, uma vez que esse gera um sentimento de interdependência das coisas.Da mesma forma, o eu lírico mostra que a realidade está no total controle do silêncio, isto é, sem a supressão do caos não é possível viver de forma integra, então é feita uma súplica ao silêncio, que nesse caso houve uma personificação, para que o mesmo tome a direção da vida, gerando, enfim, a tão esperada vivência real, em um mundo de caos.

(avaliação do Site do Escritor)
Em todas as avaliações irei começar com este parágrafo, pois todos merecem aplausos. Gostaria de dar parabéns pela coragem de escrever e expor o seu trabalho a um julgamento. Não desanime, nem fique triste com as opiniões. Pelo contrário, tire delas os elementos para melhorar ainda mais a qualidade de seu trabalho. Pelo meu lado, procurarei dar dicas que contribuam em seu crescimento literário. E quando estiverem no auge, não esqueça de mandar um de seus livros autografado.
Tadinha da mosca. Com tanto barulho muito mais irritante... E o real, espero que realmente seja silencioso, senão teremos mais um poeta pirado. O que percebo nesta poesia, é a falta de mais expressividade. O eu lírico parece estar à beira de um colapso, mas faltou um pouco mais de nuances, de momentos que marquem mais claramente a necessidade de atravessar a ponte que o fará fugir ou atingir o real. A idéia é interessante, e creio que possa ser melhor desenvolvida. Sempre dá para melhorar. Eu nunca li uma poesia minha sem ter o impulso de mudar alguma coisa. Nota 7,0
Composição da nota: 1 Clareza de idéias – 1,5 Originalidade e Criatividade - 2 Correção gramatical – 1,5 Exploração de recursos poéticos - 1 Empatia, impacto

Nome: shayenne Montalione
Cidade-Estado: Nova Iguaçu/RJ
Nota: 9
Comentário:

Nome: Fernando Ramos    
Cidade-Estado: Ouro Preto
Nota: 7,5
Comentário: Como o próprio título diz, canção. 
E há que se distinguir entre letra de música e poesia? 
Alguns consideram verdadeiros poemas, muitas das letras de nossa MPB. 
Não sei se é o caso de Canção ao Silêncio, 
no entanto, há força expressiva e o tema é interessante, 
se pensarmos nesse caos sonoro em que vivemos.
   

POESIA: A donzela e o viajante

Detalhe da pontuação

(Melhor avaliação internauta)
Nome: Gabriel Souto de Castro Coutinho
Cidade-Estado: Cuiabá
Nota: 10
Comentário: Excelente releitura! Um história bonita enfatizada pela doçura da poetisa. Parabéns!

(avaliação do Site do Escritor)
Em todas as avaliações irei começar com este parágrafo, pois todos merecem aplausos. Gostaria de dar parabéns pela coragem de escrever e expor o seu trabalho a um julgamento. Não desanime, nem fique triste com as opiniões. Pelo contrário, tire delas os elementos para melhorar ainda mais a qualidade de seu trabalho. Pelo meu lado, procurarei dar dicas que contribuam em seu crescimento literário. E quando estiverem no auge, não esqueça de mandar um de seus livros autografado.
Quando comecei a ler este romance, logo pensei, isso não vai dar certo. A poesia, contudo, foi esperta. Jogou nas costas da razão a tarefa de mudar o que já estava certo. Uma poesia bem circense, quase de época. Os termos arcaicos, mas ainda assim, populares. O desfecho mais esperado era o romântico final feliz, mas a poetisa quis inovar. Bem escrita, pouco a acrescentar. “Para muitos, isso é pranto, pra ela, isso é amor.“ ficou visualmente fora de padrão. Não gosto também do uso do “pra”. É mais uma bela poesia. Nota 8,0
Composição da nota: 2 Clareza de idéias – 1,5 Originalidade e Criatividade - 1,5 Correção gramatical – 1,5 Exploração de recursos poéticos - 1,5 Empatia, impacto

A seguir as avaliações não computadas por falta de reciprocidade:

Nome: Francisco Carlos Pierna
Cidade-Estado: Guarulhos SP
Nota: 8
Comentário:

Nome: Elane Nicolaci
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Quem da terra nunca se apaixonou por alguém do vento. Isso é
paixão. O resto é acordo. Lindo!!!!!!!

Nome: Renato Francisco Toigo
Cidade-Estado: Caxias do Sul - RS
Nota: 7,5
Comentário:

Nome: Adriel Kunihei Kudo
Cidade-Estado: Cuiabá-MT
Nota: 10
Comentário: Um excelente poema, rico em detalhes da vida e ao mesmo 
tempo possui todo um requinte cotidiano. Primeiramente, é importante 
compreender o poema como um todo, pois há um relato de vidas bem 
diferentes que se encontraram, gerando uma incrível singularidade. Dessa
forma, o poema começa com uma breve amostra da natureza de cada uma das 
vidas, uma (o viajante) é levado pela vento e pelas circunstâncias de 
cada andança, a outra (a donzela) é o oposto, ela é apegada à terra, ou 
seja, de certa forma, possui medo de sair para o mundo, eis que um dia o
viajante se encontra com a donzela, então nasce um amor quase que 
inimaginável, porém os dois estão distantes, pois perguntas permeiam 
suas mentes gerando um conflito interno pessoal, o qual é gerado pela 
razão, mas no final o amor supera a razão e um caminho, para que as duas
vidas se tornem uma só, é mostrado.

Nome: Fernando C S Ramos
Cidade-Estado: Ouro Preto
Nota: 6,0
Comentário: Uma estorinha em forma de versos.

Nome: shayenne Montalione
Cidade-Estado: Nova Iguaçu/RJ
Nota: 9,5
Comentário:

Nome: ANTONIO PAIVA RODRIGUES
Cidade-Estado: FORTALEZA/CEARÁ
Nota: 8
Comentário: GOSTEI DO ENREDO DA POESIA. ESTÁ BEM FEITA E BEM RIMADA. 
CONTA A HISTÓRIA DE UM VIAJANTE E UMA DONZELA. MUITO INTERESSANTE POR 
SINAL. PARABÉNS.

Nome: Idalina Bonfim
Cidade-Estado: Brasília DF
Nota: 10
Comentário:

Nome: CRISTIANE MARQUES SOARES
Cidade-Estado: SAPUCAIA DO SUL - RS
Nota: 5
Comentário:

Nome: CLAUDIO HUMES
Cidade-Estado: São Paulo
Nota: 8
Comentário: Essa poetisa acreana da capital demonstrou a versatilidade 
contida em alguns poetas, pois essa poesia é uma linda peça de 
literatura de cordel, escola nordestina por natureza. Descrita em 
linguagem de cordel romãntico prende a atenção ao desenrolar da trama. 
Esse tipo de "literatura poesia" é um dos tesouros da cultura brasileira
que merece ser cultivado com afinco. O poema é genuinamente popular, 
acessível a todas as faixas etárias inda que o desfecho seja 
interrogativo, deixando por conta de cada leitor o final a ser 
determinado. Caberia o texto muito bem em uma encadernação ilustrada ao 
melhor estilo do cordel romãntico (flores, corações, silhuetas 
namorandem uma janela0. Vislumbro grande potencial na veia poetica da 
autora, inda que gostaria de um final feliz para a estória.
   

POESIA: Minhas mãos nas suas

Detalhe da pontuação

Nome: Francisco Carlos Pierna
Cidade-Estado: Guarulhos SP
Nota: 9
Comentário:

(avaliação do Site do Escritor)
Em todas as avaliações irei começar com este parágrafo, pois todos merecem aplausos. Gostaria de dar parabéns pela coragem de escrever e expor o seu trabalho a um julgamento. Não desanime, nem fique triste com as opiniões. Pelo contrário, tire delas os elementos para melhorar ainda mais a qualidade de seu trabalho. Pelo meu lado, procurarei dar dicas que contribuam em seu crescimento literário. E quando estiverem no auge, não esqueça de mandar um de seus livros autografado.
Um poema que poderia ser facilmente musicado por um artista que segue o estilo romântico. Muitas poesias já disseram a mesma coisa, até, com palavras semelhantes. Está bonita e bem escrita, mas soa o que já foi dito antes. Penso que o poeta pode muito mais. Não se preocupe em ser politicamente correto. Escreva o que realmente está sentindo. Certamente sairão grandes versos. Você está louca para que ele volte, mas também está puta porque ele se foi. Isso é a real situação. Nota 7,5
Composição da nota: 2 Clareza de idéias – 1 Originalidade e Criatividade - 2 Correção gramatical – 1,5 Exploração de recursos poéticos - 1 Empatia, impacto

Nome: Elane Nicolaci
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 9
Comentário: Lindo! ! !

Nome: Renato Francisco Toigo
Cidade-Estado: Caxias do Sul - RS
Nota: 7,5
Comentário:

Nome: Fernando C S Ramos
Cidade-Estado: Ouro Preto
Nota: 5,0
Comentário: Um título nada sugestivo. Creio que um bom título é metade do poema.

Nome: ANTONIO PAIVA RODRIGUES
Cidade-Estado: FORTALEZA/CEARÁ
Nota: 9
Comentário: GOSTEI DA POESIA. BEM FEITA E SENSUAL. ABRAÇOS.

Nome: Idalina Bonfim
Cidade-Estado: Brasília DF
Nota: 10
Comentário:

Nome: CRISTIANE MARQUES SOARES
Cidade-Estado: SAPUCAIA DO SUL - RS
Nota: 5
Comentário:

Nome: CLAUDIO HUMES
Cidade-Estado: São Paulo
Nota: 7
Comentário: Linda poesia que descreve um estado de saudade por uma paixão vivida e finda porém ainda latente em uma das partes envolvidas, descrita de forma poetica. Prende-se a escola do Romantismo, que para o meu pesar é tão desprezada pelos poetas contemporãneos, quando ao contrário deveria ser valorizada, pois o amor é tudo e sem ele a vida é nada. O poema evoca-me as mais puras paixões (correspodidas e muitas vezes não correspondidas) vividas em minha pré-adolescência e adolescencia, mãos tímidas e trêmulas se entrelaçando, puras prendas/ dádivas de amor como flores e bombons e poesias (por que Não?) e o simples fato de vislumbrar a pessoa amada para gerar um transbordamento de paixão/amor.E viva os apaixonados!

Nome: Adriel Kunihei Kudo
Cidade-Estado: Cuiabá-MT
Nota: 7
Comentário: Neste poema a moça sente falta de de seu amado. É relevante ressaltar que apesar do tema ser a saudade, o autor soube explorar outros sentimentos como a felicidade, nostalgia, tristeza, de uma forma sucinta e pragmática,o que leva o leitor a um constância da leitura. Outrossim, a realidade é mostrada de forma, um tanto quanto, pessimista, uma vez que no epílogo do poema a moça dorme, simbolizando uma fuga da realidade, e nesse sono ele tem um sonho no qual ela pode contemplar a figura de seu amado e, consequentemente, matar a saudade de forma tal que o sonho torna-se uma realidade.

Nome: shayenne apoema montalione silva guerra
Cidade-Estado: Nova Iguaçu/RJ
Nota: 10
Comentário:
   

POESIA: Ilusão

Detalhe da pontuação

(Melhor avaliação internauta)
Nome: Cleonildo José de Souza
Cidade-Estado: Rio de Janeiro RJ
Nota: 10
Comentário: Parabéns... poesia bem elaborada e muito bonita.

(avaliação do Site do Escritor)
Em todas as avaliações irei começar com este parágrafo, pois todos merecem aplausos. Gostaria de dar parabéns pela coragem de escrever e expor o seu trabalho a um julgamento. Não desanime, nem fique triste com as opiniões. Pelo contrário, tire delas os elementos para melhorar ainda mais a qualidade de seu trabalho. Pelo meu lado, procurarei dar dicas que contribuam em seu crescimento literário. E quando estiverem no auge, não esqueça de mandar um de seus livros autografado.
Belo jogo de palavras. Em alguns momentos parece confundir-se, ou será, confundir-me. É tudo uma grande ilusão, o possuir e o ser possuído. Bem interessante e criativa. Não é fechada em si mesma, cada qual que lê, se vê... Possuído. Possuidor. Vejo que é uma poesia que pode ser melhor distribuída visualmente, ajudará na leitura e entendimento. Tem vigor e ritmo. Creio que este poeta já encontrou sua identidade criativa, é se desenvolver ao infinito, e além. Nota 9
Composição da nota: 1,5 Clareza de idéias – 2 Originalidade e Criatividade - 2 Correção gramatical – 1,5 Exploração de recursos poéticos - 2 Empatia, impacto

Nome: Adriel Kunihei Kudo
Cidade-Estado: Cuiabá-MT
Nota: 7,5
Comentário: Um poema muito reflexivo quanto a vida.

Nome: Bárbara
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Romântico

Nome: Beatriz
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Amor

Nome: Alberto
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Amor...

Nome: Rainha
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Já me apaixonei

Nome: Ana Cristina Soares
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário:

Nome: Alexandre Barbosa da Silva
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Lindo lindo bateu fundo em minha alma

Nome: Wanderson Araújo da Silva
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 9
Comentário: Gostei do tema

Nome: Luciana
Cidade-Estado: Niterói/ RJ
Nota: 9
Comentário: Achei a poesia muito bonita. gostei do uso das palavras

Nome: Aline Rodrigues da Silva
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: É uma poesia que fala de um amor perdido. 
Impossível não se identificar. 
Achei muito bem escrito e muito simples. Gostei.
   

A seguir as avaliações não computadas por falta de reciprocidade:

Nome: Francisco Carlos Pierna
Cidade-Estado: Guarulhos SP
Nota: 6
Comentário:

Nome: Elane Nicolaci
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário: Poesia é poesia. Poesia é liberdade. Liberdade ás palavras. 
Liberdade à arte.

Nome: Renato Francisco Toigo
Cidade-Estado: Caxias do Sul - RS
Nota: 7,5
Comentário: Poesia que faz pensar.

Nome: Fernando C S Ramos
Cidade-Estado: Ouro Preto
Nota: 6,0
Comentário: Algo do jogo de palavras do barroco.

Nome: shayenne Montalione
Cidade-Estado: Nova Iguaçu/RJ
Nota: 8
Comentário:

Nome: ANTONIO PAIVA RODRIGUES
Cidade-Estado: FORTALEZA/CEARÁ
Nota: 7
Comentário: ACHEI SEM NEXO A POESIA. A POESIA DEVER TER INSPIRAÇÃO. 
É COM ALGO QUE SAIA DA INTROSPECÇÃO DO NOSSO CORAÇÃO.

Nome: Idalina Bonfim
Cidade-Estado: Brasília DF
Nota: 10
Comentário:

Nome: CRISTIANE MARQUES SOARES
Cidade-Estado: SAPUCAIA DO SUL - RS
Nota: 6
Comentário:

Nome: CLAUDIO HUMES
Cidade-Estado: São Paulo
Nota: 7
Comentário: Jean, tu és o que és sem deixares de ser como o és, pois 
fizeste uma bela poesia da escola do Concretismo. A sucessão de 
paradoxos com quebra de paradigmas torna-a rica de conteúdo na exposição
da linha de raciocínio "ilusão não estar preso / estar preso a alguém".
Essa linha norteia a imagem dos relacionamentos emocionais e afetivos 
como uma ilusão mútua. Deleito-me com a construção da forma com 
métrica/ausência de métrica característica dos melhores poetas do 
Concretismo, quebrando barreiras arcaicas impostas pelos poetas de até 
então.Essa forma está contida tambem nas canções do Tropicalismo como 
"Batmacumba" por exemplo.Fico contente que alguém cultive o genero em 
nossos dias recentes.
   

POESIA: Maria Rita

Detalhe da pontuação

Nome: Fernando C S Ramos
Cidade-Estado: Ouro Preto
Nota: 5,5
Comentário: Salva apenas o título, pois é um nome pelo qual tenho simpatia.

Nome: CRISTIANE MARQUES SOARES
Cidade-Estado: SAPUCAIA DO SUL - RS
Nota: 6
Comentário:

Nome: CLAUDIO HUMES
Cidade-Estado: São Paulo
Nota: 7
Comentário: A poesia mais sensual de todas. Curiosamente, está escrita em parte no passado, o que parece evidenciar uma passagem do autor pelo local no sertão onde Maria Rita dançava. Gostei das palavras empregadas validando as imagens descritas de forma apropriadamente sensual. Poesias descrevendo personagens são muito ricas, pois quando você escreve a respeito de terceiros está em grande forma poetica traduzindo em poesia os acontecimentos da vida: a festa-baile, frequentadores, musica. O autor é de Fortaleza o que me sugere um forró animado genuinamente nordestino chamando os participantes e especialmente Maria Rita para rodopiar pelo salão, e existe melhor coisa do que festejar a vida assim?

Nome: Renato Francisco Toigo
Cidade-Estado: Caxias do Sul - RS
Nota: 7,0
Comentário:

Nome: Elane Nicolaci
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 7
Comentário:

Nome: Francisco Carlos Pierna
Cidade-Estado: Guarulhos SP
Nota: 7
Comentário:

Nome: Idalina Bonfim
Cidade-Estado: Brasília DF
Nota: 10
Comentário:

(avaliação do Site do Escritor)
Em todas as avaliações irei começar com este parágrafo, pois todos merecem aplausos. Gostaria de dar parabéns pela coragem de escrever e expor o seu trabalho a um julgamento. Não desanime, nem fique triste com as opiniões. Pelo contrário, tire delas os elementos para melhorar ainda mais a qualidade de seu trabalho. Pelo meu lado, procurarei dar dicas que contribuam em seu crescimento literário. E quando estiverem no auge, não esqueça de mandar um de seus livros autografado.
O inicio causou confusão. Fiquei em dúvida se era passado, futuro ou presente. Depois tudo acalmou, foi quando na festa de Chitão ela chegou. Mas aí outra confusão alastrou. Era festa de vira, peão, axé, xote, baião; ou era mesmo um batidão? Maria Rita, na minha cabeça, dançou mais que bailarina do Faustão. Faltou conhecimento regional, a experiência no sertão. Mas creio que “Abraçado” seja “Abraçada”... Ou será que Maria Rita era João? Bem escrita. Bem ritmada. Algum errinho de digitação. No mais, o poema atingiu... Maria Rita é mais uma que causou. Nota 7,5
Composição da nota: 2 Clareza de idéias – 1,5 Originalidade e Criatividade - 1,5 Correção gramatical – 1,5 Exploração de recursos poéticos - 1 Empatia, impacto

Nome: Adriel Kunihei Kudo
Cidade-Estado: Cuiabá-MT
Nota: 7
Comentário: Este poema é bem rítmico e possui uma interessante imagem do cotidiano

Nome: shayenne Montalione
Cidade-Estado: Nova Iguaçu/RJ
Nota: 7
Comentário:

Nome: ANTONIO PAIVA RODRIGUES
Cidade-Estado: Fortaleza/CEARÁ
Nota: 10
Comentário: ESTOU AVALIANDO A MINHA POESIA DOU NOTA DEZ, 
POIS FIZ COM MUITO AMOR NO CORAÇÃO. 
VOU JULGAR OUTRAS POESIAS, 
MAS ESPERO QUE A RECÍPROCA SEJA VERDADEIRA. 
ABRAÇOS FRATERNOS
   

POESIA: Partitura

Detalhe da pontuação

Nome: Francisco Carlos Pierna
Cidade-Estado: Guarulhos SP
Nota: 8
Comentário:

Nome: Elane Nicolaci
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 7
Comentário:

Nome: Renato Francisco Toigo
Cidade-Estado: Caxias do Sul - RS
Nota: 8,0
Comentário:

Nome: Fernando Ramos
Cidade-Estado: Ouro Preto
Nota: 6,5
Comentário: Ali, aqui, espaços que me pareceram desencontrados.

Nome: ANTONIO PAIVA RODRIGUES
Cidade-Estado: FORTALEZA/CEARÁ
Nota: 8
Comentário: O NOSSO POETA SE ESFORÇOU, MAS NÃO MOSTROU O DOM QUE TEM. PODERIA TER FEITO MAIS. FICOU FALTANDO UMA PITADA DE AMOR.

Nome: CRISTIANE MARQUES SOARES
Cidade-Estado: SAPUCAIA DO SUL - RS
Nota: 7
Comentário:

Nome: CLAUDIO HUMES
Cidade-Estado: São Paulo
Nota: 7
Comentário: Poesia de caráter intimista descrevendo sentimentos e sensações (nascer/ renascer/viver) no ato do amor e da vida /poesia como se fosse a partitura de uma música. Acrescento que deve ser uma música em belos cenários do planalto central do país, pois a autora é brasiliense e como vivi por seis anos por lá, entendo perfeitamente a inspiração que essa cidade traz traduzindo nossos sentimentos e poemas em uma sinfonia com todos os seus respectivos movimentos - piano, allegro,etc. Brasília que nos brindou com canções / poesias de Legião Urbana, Paralamas do Sucesso e Capital Inicial. Brasília gerando poetas e artistas.

(avaliação do Site do Escritor)
Em todas as avaliações irei começar com este parágrafo, pois todos merecem aplausos. Gostaria de dar parabéns pela coragem de escrever e expor o seu trabalho a um julgamento. Não desanime, nem fique triste com as opiniões. Pelo contrário, tire delas os elementos para melhorar ainda mais a qualidade de seu trabalho. Pelo meu lado, procurarei dar dicas que contribuam em seu crescimento literário. E quando estiverem no auge, não esqueça de mandar um de seus livros autografado.
Mais uma poesia bem escrita. Não entendo muito de música, mas uma partitura é algo complexo. Faltou um pouco mais de complexidade nesta poesia. Quando houve o entrelaçar de pernas, pensei, agora vai... Teremos aqui uma daquelas poesias sensuais de tirar o fôlego, mas parou por ali. Desenvolva esta poesia, sensualize. Se não quiser sensualizar, então apenas desenvolva a sua poesia, como é desenvolvida uma partitura. Com fluência e paixão. Nota 7,0
Composição da nota: 1,5 Clareza de idéias – 1 Originalidade e Criatividade - 2 Correção gramatical – 1,5 Exploração de recursos poéticos - 1 Empatia, impacto

Nome: shayenne Montalione
Cidade-Estado: Nova Iguaçu/RJ
Nota: 9
Comentário:

Nome: Adriel Kunihei Kudo
Cidade-Estado: Cuiabá-MT
Nota: 8
Comentário: Uma poesia bem leve e bem construída com um conteúdo bem trabalhado e cheio de sentimentos.

  
Nome: Idalina Bonfim Neta Gomes
Cidade-Estado: Brasília DF
Nota: 10
Comentário: Difícil dar nota, mas em Partitura é puro sentimento.
   

POESIA: Há Duas Rosas Na Minha Janela

Detalhe da pontuação

Nome: Fernando C S Ramos
Cidade-Estado: Ouro Preto
Nota: 5,5
Comentário: A começar pelo título, o poema não promete nada. Talvez o em ao invés de na soasse melhor.

Nome: ANTONIO PAIVA RODRIGUES
Cidade-Estado: FORTALEZA/CEARÁ
Nota: 7
Comentário: SE PRESTARES BEM ATENÇÃO EXISTE UM ERRO NA POESIA E O POETA ABUSOU DE USAR PRONOMES OBLÍQUOS NO INÍCIO DAS FRASES. ESTE ERRO DEVE SER ELIMINADO DAS POESIAS.

Nome: CLAUDIO HUMES
Cidade-Estado: São Paulo
Nota: 7
Comentário: Os olhos da poetisa descrevem a beleza assim como o coração da poetisa descreve os sentimentos e impressões que duas rosas de cores/matizes diferentes lhe despertam sem deixar de mencionar a transitoriedade dessas flores em uma poesia lírica onde as rimas são poucas, porém estrategicamente colocadas sem perder a espontaniedade, singeleza e o desenrolar da trama. Alguns trechos fazem-me recordar alguns poemas da grande Cecília Meireles denotando uma simplicidade enternecedora bem colocada. Aflora a veia poetica na constatação e desdobramento de uma cena que para outros pareceria meramente cotidiana (duas rosas em uma janela).Essa é a missão de quem constroi poesias.

Nome: Renato Francisco Toigo
Cidade-Estado: Caxias do Sul - RS
Nota: 8,0
Comentário:

Nome: Elane Nicolaci
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 10
Comentário:

Nome: Francisco Carlos Pierna
Cidade-Estado: Guarulhos SP
Nota: 9
Comentário:

Nome: Idalina Bonfim
Cidade-Estado: Brasília DF
Nota: 10
Comentário:

(avaliação do Site do Escritor)
Em todas as avaliações irei começar com este parágrafo, pois todos merecem aplausos. Gostaria de dar parabéns pela coragem de escrever e expor o seu trabalho a um julgamento. Não desanime, nem fique triste com as opiniões. Pelo contrário, tire delas os elementos para melhorar ainda mais a qualidade de seu trabalho. Pelo meu lado, procurarei dar dicas que contribuam em seu crescimento literário. E quando estiverem no auge, não esqueça de mandar um de seus livros autografado.
A terceira parte desta poesia me deu um nó matemático. Fiquei com rosa, amarela, vermelha e aquarela. Menos uma que saiu, ficou três. Desculpe-me, não entendi a poesia. Vamos admitir que errei na conta e são duas mesmo, porque uma rosa que “Acolhi”, “aconchega”, “me toca” e “dança”; está louca para sair de perto de mim? Deve estar faltando um pedaço desta poesia. Será que está falando da vida? Da vida de duas mulheres? Não sei. Nota 6,0
Composição da nota: 1 Clareza de idéias – 1 Originalidade e Criatividade - 1,5 Correção gramatical – 1,5 Exploração de recursos poéticos - 1 Empatia, impacto

Nome: shayenne Montalione
Cidade-Estado: Nova Iguaçu/RJ
Nota: 8
Comentário:

Nome: Adriel Kunihei Kudo
Cidade-Estado: Cuiabá-MT
Nota: 8
Comentário: Um poesia bem subjetiva que remete a muitas situações da vida, o autor conseguiu expressar muito bem os sentimentos.

POESIA: Inanimada

Detalhe da pontuação

(avaliação do Site do Escritor)
Em todas as avaliações irei começar com este parágrafo, pois todos merecem aplausos. Gostaria de dar parabéns pela coragem de escrever e expor o seu trabalho a um julgamento. Não desanime, nem fique triste com as opiniões. Pelo contrário, tire delas os elementos para melhorar ainda mais a qualidade de seu trabalho. Pelo meu lado, procurarei dar dicas que contribuam em seu crescimento literário. E quando estiverem no auge, não esqueça de mandar um de seus livros autografado.
Uma característica marcante nestas poesias em forma de epigrafe é que quer dizer tudo e nada ao mesmo tempo. Então vamos lá. Quem pensa avança. Quem não pensa perde tempo e se embrutece. E quem persiste em não pensar, toma formas tão brutas a ponto de desumanizar. Muito bem. Diga-me, poeta, acertei? Outra característica deste tipo de poesia é a de que tem pouco espaço para se tornar original e criativa. Nota 7,5
Composição da nota: 2 Clareza de idéias – 1 Originalidade e Criatividade - 2 Correção gramatical – 1,5 Exploração de recursos poéticos - 1 Empatia, impacto

A seguir as avaliações não computadas por falta de reciprocidade:

Nome: Francisco Carlos Pierna
Cidade-Estado: Guarulhos SP
Nota: 5
Comentário:

Nome: Elane Nicolaci
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 5
Comentário:

Nome: Renato Francisco Toigo
Cidade-Estado: Caxias do Sul - RS
Nota: 7,5
Comentário:

Nome: Adriel Kunihei Kudo
Cidade-Estado: Cuiabá-MT
Nota: 7
Comentário: Um poema com certo ritmo, mostra como os pensamentos são 
passageiros, mas as consequências desses perduram.

Nome: Fernando Ramos
Cidade-Estado: Ouro Preto
Nota: 8,0
Comentário: Cabe aqui o mesmo que escrevi sobre desperdício. Uma relação
imediata com o modernismo brasileiro, na primeira fase que vai de 1922 a
1930, em uma cronologia apenas para fins didáticos.

Nome: shayenne Montalione
Cidade-Estado: Nova Iguaçu/RJ
Nota: 7
Comentário:

Nome: ANTONIO PAIVA RODRIGUES
Cidade-Estado: FORTALEZA/CEARÁ
Nota: 5
Comentário: ESTÁ MESMO INANIMADA E MORTA TAMBÉM A SUA POESIAS. 
PODERIA TER SE ESFORÇADO MAIS.

Nome: Idalina Bonfim
Cidade-Estado: Brasília DF
Nota: 10
Comentário:

Nome: CRISTIANE MARQUES SOARES
Cidade-Estado: SAPUCAIA DO SUL - RS
Nota: 9
Comentário:

Nome: CLAUDIO HUMES
Cidade-Estado: São Paulo
Nota: 7
Comentário: Poesia elaborada na escola do Concretismo mesclada com um 
certo "Drumondismo" ("havia uma pedra no meio do caminho"). Traz á baila
reflexões a serem feitas em torno de um tema que chicoteia e richicoteia
a mente do leitor, "O que pensa, passa" (todos nós passaremos?), "o que 
passa pesa" (deixaremos nosso peso de pensamentos na vida?) "O que mais 
perpassa pedra pura" (idem). A brincadeira/jogo poetico exercita nosso 
raciocínio procurando significados ocultos nas palavras, o que dá um 
certo charme ao poema. Não é uma poesia para ser lida em voz alta, é uma
poesia a ser lida silenciosamente e curtida, saboreando-se os vocábulos 
e métricas/contra métricas, alimentando assim nossas reflexões.
   

POESIA: Desperdício

Detalhe da pontuação

Nome: José Angelo Rebelo
Cidade-Estado: Balneário Camboriú/SC
Nota: 8
Comentário: Com poucas palavras o autor tratou sobre "o morrer na praia"; "de quem sabe faz a hora". Tratou do saber viver e de muito mais numa deliciosa composiçao de palavras. Gostei.

(avaliação do Site do Escritor)
Em todas as avaliações irei começar com este parágrafo, pois todos merecem aplausos. Gostaria de dar parabéns pela coragem de escrever e expor o seu trabalho a um julgamento. Não desanime, nem fique triste com as opiniões. Pelo contrário, tire delas os elementos para melhorar ainda mais a qualidade de seu trabalho. Pelo meu lado, procurarei dar dicas que contribuam em seu crescimento literário. E quando estiverem no auge, não esqueça de mandar um de seus livros autografado.
Mais uma poesia “epigrafe”. É tão restrito o espaço criativo, que está poesia parece ter sido escrita pelo mesmo autor da outra. Esta descreve as dificuldades encontradas durante as fases da vida, e de como deixamos as oportunidades passarem, e acabamos morrendo sem fazer o que deveríamos ter feito. É um estilo poético que têm como problema genérico a falta de originalidade e criatividade. Pode ter conteúdo magistral, mas sua forma é restrita. Nota 7,5
Composição da nota: 2 Clareza de idéias – 1 Originalidade e Criatividade - 2 Correção gramatical – 1,5 Exploração de recursos poéticos - 1 Empatia, impacto

A seguir as avaliações não computadas por falta de reciprocidade:

Nome: Osvaldo Luis de Melo
Cidade-Estado: São José do Rio Pardo
Nota: 10
Comentário: Quantas pessoas que passam por esse martírio e ficam 
remoendo por dentro sem nada dizer, seja lá o poeta que for ele não 
sofre, pois passa para o papel para todo mundo compreender. Maravilha.

Nome: Francisco Carlos Pierna
Cidade-Estado: Guarulhos SP
Nota: 5
Comentário:

Nome: Elane Nicolaci
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 5
Comentário:

Nome: Renato Francisco Toigo
Cidade-Estado: Caxias do Sul - RS
Nota: 7,5
Comentário:

Nome: Adriel Kunihei Kudo
Cidade-Estado: Cuiabá-MT
Nota: 7
Comentário: Este poema mostra um certo pessimismo quanto a vida, pois o
eu lírico não soube como aproveitá-la e agora que a vida se foi ele 
lamenta não ter vivido.

Nome: Fernando Ramos
Cidade-Estado: Ouro Preto
Nota: 8,0
Comentário: É aquela poesia a conta gotas, como disse um crítico 
literário a respeito da poesia do primeiro momento modernista 
brasileiro. Sugerir muito, com poucas palavras.

Nome: shayenne Montalione
Cidade-Estado: Nova Iguaçu/RJ
Nota: 8
Comentário:

Nome: Aline Rodrigues da Silva
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 9
Comentário: Em quase nada disse tanta coisa... 
Achei lindo e lindo e lindo... Parabéns.

Nome: ANTONIO PAIVA RODRIGUES
Cidade-Estado: FORTALEZA/CEARÁ
Nota: 5
Comentário: VOCÊ REALMENTE DESPERDIÇOU ESPAÇO. PODERIA TER SE INSPIRADO 
MELHOR. DA PRÓXIMA VEZ FAÇA ALGO MAIS CONTUNDENTE.

Nome: Idalina Bonfim
Cidade-Estado: Brasília DF
Nota: 10
Comentário:

Nome: CRISTIANE MARQUES SOARES
Cidade-Estado: SAPUCAIA DO SUL - RS
Nota: 8
Comentário:

Nome: CLAUDIO HUMES
Cidade-Estado: São Paulo
Nota: 7
Comentário: O autor não desperdiçou palavras, e no meu entendimento ao 
contrário sintetizou o enredo de uma vida que não foi vivida em todo o 
seu esplendor em ocasiões (quando fui jovem era muito cedo) e 
oportunidades proporcionadas pela mesma até que chegou a hora de uma 
morte "vazia". Tudo isso foi resumido na forma de uma poesia curta, 
direta e sobremaneira objetiva retratando um fato que ocorre com a 
maioria da população. Pode ser um brado de alerta para os nossos 
receios, bloqueios e medos.
   

POESIA: Acrobatas

Detalhe da pontuação

Nome: joana
Cidade-Estado: Morrinhos-Ce
Nota: 10
Comentário: Muito Boa !! Além das rimas, eu me surpreendi com o conteúdo que fazia relação com o viver. Parabéns!!

Nome: Fernando Ramos
Cidade-Estado: Ouro Preto
Nota: 7,5
Comentário: Fiquei com a impressão de que esse poema pede versos mais curtos, mais ligeiros, rápidos. Senti-me como um acrobata, mas gordo, pesado, sem mobilidade. Não sei porque associei a imagem ao funcionalismo público...

Nome: ANTONIO PAIVA RODRIGUES
Cidade-Estado: FORTALEZA/CEARÁ
Nota: 7
Comentário: BOM POESIA COM RIMAS E POUCO INSPIRAÇÃO. O AMOR ENALTECE O VALOR POÉTICO DE QUALQUER POESIA. VAMOS AMAR MAIS PESSOAL.

Nome: CRISTIANE MARQUES SOARES
Cidade-Estado: SAPUCAIA DO SUL - RS
Nota: 7
Comentário:

Nome: Osvaldo Luis de Melo
Cidade-Estado: São José do Rio Pardo-SP
Nota: 9
Comentário: A nossa vida continua mesmo com a nossa avaliação para pior ou excelente, pois temos que cumprir a nossa obrigação sendo que ao mesmo tempo nos orientamos quando entendemos o desespero de muita gente. Maravilha de mensagem.

Nome: Renato Francisco Toigo
Cidade-Estado: Caxias do Sul - RS
Nota: 8,0
Comentário:

Nome: Elane Nicolaci
Cidade-Estado: Rio de Janeiro
Nota: 8
Comentário:

(Melhor avaliação internauta)
Nome: Odete da Luz da Silva Figueira
Cidade-Estado: Jundiaí / SP
Nota: 10
Comentário: Esta poesia lembra o nosso dia a dia. Quando realizamos nossas atividades com o coração, esperamos o reconhecimento para continuar. Bem real, bem atual.

Nome: Francisco Carlos Pierna
Cidade-Estado: Guarulhos SP
Nota: 9
Comentário:

Nome: Idalina Bonfim
Cidade-Estado: Brasília DF
Nota: 10
Comentário:

(avaliação do Site do Escritor)
Em todas as avaliações irei começar com este parágrafo, pois todos merecem aplausos. Gostaria de dar parabéns pela coragem de escrever e expor o seu trabalho a um julgamento. Não desanime, nem fique triste com as opiniões. Pelo contrário, tire delas os elementos para melhorar ainda mais a qualidade de seu trabalho. Pelo meu lado, procurarei dar dicas que contribuam em seu crescimento literário. E quando estiverem no auge, não esqueça de mandar um de seus livros autografado.
Poesia bem interessante. Brinca com a velha expressão de que estamos sempre na corda bamba. Bem escrita. Bem ritmada. Não desvenda tudo. Nos deixa a pensar no que virá, em quem nos julgará. Tem força e estilo. É criativa sem ser original. Penso que ela ficaria ainda melhor se fosse abordado o problema da queda. Mesclaria o natural com o acidental. O que acha autor? Ficaria sensacional. Nota 9,5
Composição da nota: 2 Clareza de idéias – 2 Originalidade e Criatividade - 2 Correção gramatical – 1,5 Exploração de recursos poéticos - 2 Empatia, impacto

Nome: shayenne Montalione
Cidade-Estado: Nova Iguaçu/RJ
Nota: 6
Comentário:

Nome: Adriel Kunihei Kudo
Cidade-Estado: Cuiabá-MT
Nota: 9
Comentário: O poema é bem claro quanto a vivência do ser humano, com suas variâncias de sentimentos. Foi mostrado com muita esperteza os malabarismos diários que toda pessoa tem que fazer para viver.

Nome: CLEO BARBIERI
Cidade-Estado: SAO PAULO
Nota: 10
Comentário: Um tema com características espirituais, 
            a qual está muito atualizada.