A tão sonhada chance

Autora: Vanessa Prado - São Vicente SP

Depois de anos nas lavouras da minha cidadezinha. De decepções nas colheitas, de desesperos de famílias sem águas nos rios para se banharem e matarem suas sedes, onde presenciei mortes geradas de fome e sede. Estava eu lá, em um ônibus em busca de uma chance e oportunidade. Deixando para trás minha família que não quizera que eu fosse, desesperadas com a possibilidade de nunca mais voltar, o que acontece com muitos,que se aventuram na selva de pedra.
A realidade era dura, pois deixava para trás, pais e irmãos que estavam ali esperando e torcendo para uma futura melhora de vida. Hoje olho para trás e vejo a pessoa batalhadora que eu sou, não tenho luxo, mas consegui com dignidade e respeito uma maneira de poder viver bem, tenho minha casa, meu trabalho simples, claro, pois não vim preparado, por falta de estudos e cultura. Só trouxe comigo, as minhas mãos cortadas e cheias de calos das lavouras.
Quizera eu que todas as pessoas tivessem a mesma oportunidade e sorte que eu tive de me dar bem e conquistar meu espaço nesse *mundo, como chamam o povo de lá da minha cidadezinha, ajudando os familiares, com pouco, mas o suficiente, para que eles não passem fome, me orgulho disso. Meu próximo passo é rever as pessoas que amo, que deixei para trás e sinto muita saudades e que acreditaram em mim. Obrigada "mundão", por tão bem me receber e dar a oportunidade de poder me orgulhar. *- Região Sul (Cidade Grande).