J

S
O G O S   L I T E R Á R I O
HOME PAGE
ESCRITORES
PROFESSOR VIRTUAL
TESTES EDUCATIVOS
JOGOS LITERÁRIOS
SOB ENCOMENDA
SALA DE LEITURA
BUSCA LITERÁRIA
SEBO DA CULTURA

 CAMPEONATOS  

 QUEM CONTA UM CONTO  

 TESTES  

 DESAFIO CONTO 

 DESAFIO POESIA 

 DESAFIO CRÔNICA 

O ardor da dor

Luiz Eduardo de Carvalho Pinheiro

Cinza como concreto
O mundo se colore fúnebre
O sol se esconde
Atrás do monte que nos une
Faz tempo que a chuva cai
Mas a rua ja não inunda
A água evapora
Na medida que a terra afunda
E a tristeza dos meus passos
Deixam pegadas nesse chão
Rastros de lágrimas
Trechos de uma canção
De amor
Ou será de paixão?
E tal ardor
Que não cessa
E a brasa
Que não apaga
Simplifica meu sofrer
Com a mesma força
Que me arrasa