S

A
A L A D E L E I T U R
HOME PAGE
ESCRITORES
PROFESSOR VIRTUAL
TESTES EDUCATIVOS
JOGOS LITERÁRIOS
SOB ENCOMENDA
SALA DE LEITURA
BUSCA LITERÁRIA
SEBO DA CULTURA

SALA DE LEITURA
ARTIGOS AUTO AJUDA CINEMA CONTOS CRÔNICAS ESOTÉRICO EXPRESSÕES
E-ZINE INFANTIL MEDITAÇÃO NOVELA POESIA PROVÉRBIOS TEATRO

O céu e o inferno

Um discípulo perguntou certo dia ao sábio:
- Mestre, qual a diferença entre o céu e o inferno?
O sábio respondeu:
- Vi um grande monte de arroz, cozido e preparado como alimento. Ao redor dele muitos famintos. Eles não podiam se aproximar do arroz, mas possuíam longos palitos de dois a três metros de comprimento. Pegavam, é verdade, o arroz, mas não conseguiam levá-lo a própria boca porque os palitos eram muito longos. E assim, famintos e moribundos, embora juntos, permaneciam solitários curtindo uma fome eterna, diante de uma inesgotável fartura.
Isso era o inferno.
- Vi outro grande monte de arroz, cozido e preparado como alimento. Ao redor dele muitos famintos, mas cheios de vitalidade. Eles não podiam se aproximar do monte de arroz, mas possuíam longos palitos de dois a três metros de comprimento. Apanhavam o arroz, mas não conseguiam levá-lo a própria boca porque os palitos eram muito longos. Mas, com seus longos palitos, ao invés de levá-los a própria boca, serviam-se uns aos outros o arroz. E assim matavam sua fome insaciável numa grande comunhão fraterna, juntos e solitários.
E isso era o céu.

menu de meditações

Meditação anterior

          

Próxima meditação

próxima meditação