S

A
A L A D E L E I T U R
HOME PAGE
ESCRITORES
PROFESSOR VIRTUAL
TESTES EDUCATIVOS
JOGOS LITERÁRIOS
SOB ENCOMENDA
SALA DE LEITURA
BUSCA LITERÁRIA
SEBO DA CULTURA

SALA DE LEITURA
ARTIGOS AUTO AJUDA CINEMA CONTOS CRÔNICAS ESOTÉRICO EXPRESSÕES
E-ZINE INFANTIL MEDITAÇÃO NOVELA POESIA PROVÉRBIOS TEATRO

Ondas

Um momento você tem falta.
No momento seguinte você tem excesso.

Um dia você não tem nada para fazer.
No dia seguinte você nem tem tempo para fazer tudo.

Um dia a geladeira está vazia e você está com fome.
No dia seguinte você ainda tem metade
da refeição à sua frente e você já está satisfeito.

Um mês você tem dinheiro de sobra
e nem sabe o que comprar.
No mês seguinte você tem déficit na conta bancária
e um cheque sem fundos.

Um momento você está cheio de energia
e não consegue dormir.
No momento seguinte você está cansado
e não consegue levantar.

Um dia você é o centro das atenções.
No dia seguinte ninguém quer saber se você está vivo.

São as ondas da vida.
Carregam-nos para cima e para baixo.

Dinheiro, amigos, seu corpo,
seus relacionamentos, seu trabalho,
e todo o resto da lista, tudo varia.
Tudo vai com as ondas.

Os comerciais fazem você acreditar
que tem que ter o carro novo ou a tevê de tela grande.
Sim, estas coisas podem excitá-lo por um momento,
mas é somente uma onda.
Quando menos esperar, a emoção se foi.

Eu sempre achei que o dinheiro
e as coisas que ele compra trouxessem a felicidade,
e então todas as pessoas ricas seriam felizes.
Mas não é assim.

Nós vemos como a pobreza
pode facilmente causar a infelicidade,
mas nos enganamos ao acreditar
que o dinheiro resolve todas as coisas.

A vida está cheia de coisas
e eu não negociaria minha vida com ninguém,
nem mesmo o mais abençoado que eu conheça,
aquele mais rico.
É uma coisa após outra,
um desafio após outro,
uma situação após outra,
dia após dia, sem fim...

São ondas...

Muitos são lançados às pedras pelas ondas.
Alguns, como submarino, mergulham fundo,
por baixo das tempestades, em busca da paz.
Alguns simplesmente surfam as ondas e têm muito divertimento.
Alguns afogam-se.

Você não pode parar as ondas;
é a natureza do oceano da vida.
Você pode apenas escolher
o método que usará para enfrentar.

Você pode ser lançado, como a maioria.
Você pode se afogar, como muitos.
Você pode surfar e ter todo o divertimento que puder,
mas mesmo um surfista se cansa
e não tem como dormir sobre uma prancha.

Atravessar estas ondas,
de maneira segura e confortável, requer um navio.
E esse navio, você não pode tripular sozinho.
Você terá que ter parceiros,
verdadeiros companheiros,
que possam dividir o trabalho e compartilhar os triunfos.

poesia anterior

Poesia anterior

          

Próxima poesia

próxima poesia