Pergunta: Quantos sons há na palavra carnaval, trem e tragédia?

Esta questão nos dá a oportunidade de revisar alguns tópicos muito interessantes a respeito da construção de uma linguagem.

Existem duas ciências que estudam os sons da fala:
FONÉTICA: É o estudo gramatical no âmbito físico dos sons das palavras.
FONOLOGIA: É o estudo no âmbito linguístico dos fonemas da língua em suas mais diversas combinações.


FONEMA: É a menor unidade fônica/sonora das palavras.

LETRA: É a representação gráfica dos fonemas da palavra. O uso das letras na língua Portuguesa é uma convenção que se baseia no latim como fonte matriz. O Inglês, por exemplo, não se baseia no latim, por isso as letras são usadas com fonéticas/sons completamente diferentes.

CARNAVAL: Neste caso temos uma palavra com sete letras e sete fonemas/sons. /k/a/r/n/a/v/a/l/
TREM: Neste caso temos uma palavra com quatro letras e três fonemas/sons. /t/r/em/
TRAGÉDIA: Neste caso temos uma palavra com oito letras e oito fonemas/sons. /t/r/a/g/é/d/i/a/

Nem sempre a quantidade de letras e sons são iguais:
DÍGRAFO: É a combinação de duas letras formando um único som. Ex. Telha (onde lh tem um único som); Amassar (onde ss tem um único som); Tromba (onde om te um único som).
DÍFONO: É quando uma letra tem mais que um som. Ex. Reflexo (onde x tem dois sons).

Classificação dos fonemas:
VOGAL: Fonema pronunciado sem obstaculo à passagem de ar. Ocorre quando se tem uma única vogal na sílaba.
SEMIVOGAL: É a vogal de sonoridade menor na junção de duas vogais formando um único fonema. Exemplo: ai, oe, ae.
CONSOANTE: Fonema produzido mediante resistência de algum dos orgãos bucais, opondo a passagem de ar. Ocorre sempre que houver consoante na palavra. Mesmo quando for duas: rn.


Encontros vocálicos:
DITONGO: É a junção de uma vogal com uma semi vogal (ditongo decrescente) [noite], ou o inverso (ditongo crescente) [quase].
HIATO: É a junção de duas vogais sem que uma delas se torne semivogal, mantendo-se o som único de cada uma delas. Ex. Joelho.
TRITONGO: É a junção de três vogais, sendo que duas passam a ser semivogais. Ex. Uruguay. Onde “u” e “y” são semivogais e “a” é a vogal. Note pela força sonora desta letra em relação as outras.

Encontros consonantais:
PRÓPRIO: É a junção de duas consoantes mantendo sua sonoridade própria e em sílaba única. Ex. Praga.
IMPRÓPRIO: É a junção de duas consoantes mantendo sua sonoridade própria, mas em sílabas diferentes. Ex. Rapto.

Pergunta anterior

Pergunta anterior

          

Próxima pergunta

Próxima pergunta