Pergunta: Qual a diferença entre Conto e Crônica?

Conto:
De um modo geral, a primeira idéia que nos ocorre quando pensamos em conto é de que se trata de um narrativa curta, onde a estória se desenvolve linearmente, com princípio, meio e fim, abolindo-se os pormenores secundários. A ação tem que ser incisiva e direta, numa linguagem essencialmente narrativa.
Em síntese, dir-se-ia que o conto, na sua estrutura tradicional (como é o caso de machado de Assis), constitui uma unidade dramática, ou seja, contém um só conflito, um só drama, uma só ação. O contista não nos dá a visão da vida na sua totalidade, mas procura nela um momento singular, representativo; um "flash" apenas. Por esta razão, jamais se prolonga, prendendo-se ao episódio em foco, não se perdendo o autor na análise detalhada dos fatos. Aliás, é o próprio Machado de Assis quem nos lembra esta característica do conto, quando escreve em O Alienista.
"O assombro de Itaguaí foi grande; não foi menor a alegria dos parente e amigos dos reclusos. Jantares, danças, luminárias, músicas, tudo houve para celebrar tão fausto acontecimento. Não descrevo as festas por não interessarem ao nosso propósito" (po cit p. 223).
Se machado quisesse escrever uma novela, certamente se alongaria "descrevendo festas". Mas não; tinha consciência das características do conto e não foi além do necessário. Aliás, a este propósito é digna de nota ainda essa outra passagem do livro, onde o narrador escreve.
"O desfecho deste episódio da crônica intaguaiense é de tal ordem e tão inesperado, que merecia nada menos de dez capítulos de exposição; mas contento-me com um, que será o remate da narrativa..." (op cit p. 229).


Crônica:
Originalmente a crônica limitava-se a relatos verídicos e nobres; entretanto, grandes escritores a partir do séc. XIX passaram a cultivá-la, refletindo, com argúcia e oportunismo, a vida social, a política, os costumes, o cotidiano etc. do seu tempo em livros, jornais e folhetins. Na aplicação do descritor para acervo referente à literatura de cordel, use para festas e narrativa. A crônica pode ser das seguintes maneiras:
Uma narração, segundo a ordem temporal. O termo é atribuído, por exemplo, aos noticiários dos jornais, comentários literários ou científicos, que preenchem periodicamente as páginas de um jornal.
Uma narração histórica pela ordem do tempo em que os fatos ocorreram; conjunto de notícias que circulam sobre pessoas; seção de jornal onde se comentam notícias e fatos quotidianos; história da vida de um rei; biografia escandalosa.
No âmbito da literatura e da história, o texto literário breve, em geral narrativo, de trama quase sempre pouco definida e motivos, na maior parte, extraídos do cotidiano imediato, constituindo-se também em uma compilação de fatos históricos apresentados segundo a ordem de sucessão no tempo.
Texto que registra uma observação ou impressão sobre fatos cotidianos; pode narrar fatos reais em formato de ficção.


pergunta anterior

Pergunta anterior

          

Próxima pergunta

próxima pergunta