TEMA

Como montar uma empresa de transporte

O transporte no Brasil, vem quase sempre acompanhado por uma segunda palavra; rodoviário. Apenas uma pequena parte é referenciada aos meios aéreos, ferroviários ou navais. O que é um erro estratégico do país, mas isto é um outro tema. O que tentarei descrever aqui é a importância do meio rodoviário e a tenacidade dos profissionais que trabalham nas empresas transportadoras.
O transporte rodoviário se configura como um serviço fundamental para todos os demais setores da economia. Sem esses transportes, produtos não chegariam às mãos dos consumidores; fornecedores não entregariam; pessoas mal conseguiriam sair dos arredores de suas casas, etc. Em suma... Nada funcionaria. É por conta desta dependência que entendo ser um erro estratégico do governo. Nenhum país que pretende ser independente pode ficar a mercê de um segmento.
Não há dúvida de que o transporte rodoviário impulsionou o progresso no Brasil. Quando as primeiras montadoras chegaram ao país e Juscelino resolveu levar a capital para o interior estava selando um pacto de desenvolvimento rodoviário. Foi ali a opção pelo rodoviário em detrimento do até então ferroviário Brasil.
Esta opção foi de tal maneira certeira para o desenvolvimento econômico do país, que levou a provinciana São Paulo a chegar em alguns momentos a ser a maior cidade do planeta. Andei pesquisando e não encontrei o motivo pelo qual a industria automobilística foi levada para São Paulo. Poderia muito bem ter sido instalada no Rio de Janeiro, por estar mais próximo da siderúrgica nacional de Volta Redonda, e também para contrabalançar o prejuízo que os cariocas teriam com a perda da capital do país e todos os seus postos públicos. Mas história é história e não dá para refazer, o que resta é o que sobrou do Rio capital do país. Penso que Juscelino não deve ser muito querido pelos seus contemporâneos cariocas.
Montar uma transportadora é estar a caminho da riqueza, mas não se iluda, estará sujeito a cair em diversos precipícios e acabar na miséria. Começa que os veículos são caros, exigindo capital inicial bastante alto e um controle de depreciação rígido, sem brecha para falhas, pois o resultado é o sucateamento da frota e a conseqüente falência da empresa. Só não irá falir se estiver dentro de algum desses esquemas com o poder público (comum no transporte coletivo das grandes cidades), aí não se preocupe, quanto mais velho melhor, é isso que o ser humano merece, não é mesmo?
Para montar uma transportadora é necessário ter bons seguros, pois o roubo de veículos, de cargas, assassinato de motoristas; acidentes com danos matérias e humanos, incluindo morte de terceiros é comum. Sem contar os problemas com multas, funcionários mal intencionados, falta de mão de obra qualificada, pedágio, etc. Dá até para desanimar, mas o negócio é bom e cobre tudo isso desde que você esteja segurado.
São diversas as possibilidades de atuação. Você pode optar por transporte de pessoas, que pode ser urbana, mas pode ser interestadual. Você pode optar por transporte de carga, que pode ser de grande volume, pulverizando a produção das indústrias, ou mesmo levando produtos agrícolas para a indústria. Pode ser um transporte mais leve, levando dos entrepostos para o comércio varejista. Pode ainda ser mais especifico, levando do lojista para o consumidor. Pode ser ágil, levando pequenas encomendas, mais ágil ainda, trabalhando com motoboys. Pode optar pelo transporte de valores e bens de alto valor agregado. E vai por aí com inúmeras possibilidades, até onde a imaginação puder chegar. Mas o importante é definir qual será o seu foco e manter-se nele. Caso contrário certamente irá à falência.
Logística. Está é sem dúvida uma palavra chave. É a parte mais difícil de ser vencida, já que diariamente terá que ser revista. Quem tem logística de qualidade não irá falir. A menos que queira ou seja vitima de alguma traição muito grande. Ter logística é ter tudo para dar certo. Ter a possibilidade de socorrer rapidamente um caminhão com problemas. Veículos, motoristas e mecânicos estrategicamente espalhados por todo o intinerário. Conhecimento da geografia para poder acionar caminhos alternativos em caso de catástrofes naturais. Conhecimento do que vai e vem, para não trabalhar com veículos excessivamente vazios, etc.
Para que a logística funcione é necessário um excelente método de comunicação. Perceba que a logística está definitivamente ligada a comunicação. Não que ela dependa, mas estará comprometida sem a possibilidade de comunicação. Como um mecânico poderá chegar ao veiculo danificado? Como um representante da empresa poderá tomar ações num caso de retenção de mercadorias em alguma fiscalização?
Para finalizar, e não desanimar, não esquecer de toda a vasta quantidade de assuntos inerentes a todas as outras empresas, como contabilidade, compras, vendas, administração, jurídico, rh, serviços gerais, informática, serviços públicos, inovação, etc. Boa sorte! E não esqueça de me convidar para um almoço quando estiver rico.

Autor: Arnold Gonçalves


Redação anterior

Redação anterior

          

Próxima redação

Próxima redação