TEMA

Crescimento do empreendedorismo no Brasil

Atualmente, os empreendedores são pessoas que possuem características peculiares em relação a media da população. Estas pessoas detêm uma grande carga motivacional para alavancar novos projetos. São sempre apaixonadas pelo que estão fazendo naquele exato momento. Não se contentam em ser apenas mais um na multidão, e por isso estão sempre sendo movimentadas pelo desejo de vencer, serem reconhecidas, admiradas e imitadas. Querem sempre estar no centro das atenções, e principalmente, ganhar muito, muito dinheiro. Se o dinheiro vir, não espere menos do que a ostentação. Eles querem mostrar que são os vencedores, querem erguer o troféu de campeão. Creio que já vimos isto na antiga burguesia europeia.

O Brasil é um cenário especial para este tipo de gente. Vivemos num país relativamente novo, onde as camadas sociais ainda estão em constante movimento. É comum vermos pai pobre ficar rico, filho rico ficar pobre. A economia e a estrutura do pais não oferecem muitas oportunidades para o cidadão obter um bom e duradouro emprego. O brasileiro tem um certo desejo nato de trabalhar por conta própria. Além do mais, em geral, gosta de ostentar produtos caros e da moda. São diversas características que favorecem o brasileiro a transformar-se em empreendedor quase que na marra. Salvo exceções, é mais vantajoso para um profissional técnico trabalhar autônomo do que por vinculo empregatício à uma empresa especifica.
O empreendedorismo é de fato, uma tendencia para o futuro. Vemos o regime CLT ruindo gradativamente. Não é de hoje que organismos como o SEBRAE divulgam a ideia do empreendedorismo como salvação para o profissional qualificado. Por outro lado, sabemos que muitos ficarão pelo caminho. Nem todos serão campeões. O empreendedorismo é bom, mas pode ser uma arma medonha na mão dos mais selvagens capitalistas. É, sem dúvida, uma nova face da burguesia, onde quem não tem habilidades especiais certamente passará necessidade. O governo, enquanto orgão regulador terá que criar mecanismos para evitar a excessiva concentração de riquezas. Infelizmente, não é o que vimos ocorrer até os nossos dias, e, provavelmente, não irá acontecer no futuro. Então, trate de aprender bem algum oficio, seja ele qual for. É questão de sobrevivência tornar-se um empreendedor.

Autor: Arnold Gonçalves


Redação anterior

Redação anterior

          

Próxima redação

Próxima redação