TEMA

Chocolate no mundo moderno

Adorado por grande parte da população, O chocolate é um vilão impiedoso para quem quer manter uma silueta esbelta. Seus defensores baseiam suas teses sobre os poderosos elementos: serotonina e flavonóide. A partir dos quais defendem veementemente a sua absorção, embora cedam a necessidade de um consumo moderado. Por outro lado, os seus opositores pregam a abolição total do uso do produto, principalmente para a maioria dos pobres mortais que ficam quase o tempo todo sentados nas cadeiras, sofás, poltronas, camas, bancos... Mas de onde vem esta obsessão pelo produto? Realmente causa dependência? Ou é tudo fruto de um grande conceito de marketing para movimentar bilhões por esta indústria bem sucedida? Difícil responder, mas é inegável que quando a gente começa a consumir não quer mais parar.

O chocolate surgiu em algum lugar do passado entre os povos Maia e Azteca. Mas eram consumidos apenas pela elite, de forma líquida e sem adição de adoçantes. Os espanhóis levaram a bebida para a Europa, e a partir daí sofreu alterações para agradar o paladar diferenciado da nobreza europeia. Notem que por muito tempo os plebeus não tiveram acesso ao produto como ocorre atualmente, embora que os chocolates com preço acessíveis pouco mantém do produto original. A “culpa” pela popularização do chocolate pode ser atribuída aos ingleses e a sua revolução industrial ocorrida nos idos de 1800. Neste período foram criadas máquinas e processos químicos para simplificar a produção. Produtos com mais baixo custo e qualidade para quem pudesse pagar pelo menos um pouco. Resultado, milhões de viciados pelo mundo afora.
O habito de consumo de qualquer alimento depende de diversos fatores, como psicológico, econômico, social e cultural. O fato dele ter vindo originariamente pelo consumo da nobreza, traz um tom de glamour. Por isso vemos diversas luxuosas chocolaterias espalhadas pelas melhores ruas e shoppings das cidades. As pessoas se vestem com primor para frequentar estes lugares, e saboreiam o produto como nobres. Fora isso é inegável que o chocolate causa sistematicamente um quase imperceptível bem estar ao ser consumido. Este bem estar fica mais latente sempre que estamos passando por uma pressão psicológica. Por isso é comum discutirmos com alguém, e pouco tempo depois abrirmos uma caixa de bombons. Hoje já possível afirmar que há substancias no chocolate que produzem endorfina em nosso organismo. Como vivemos um mundo extremamente conturbado. Discussões e dissabores ocorrem diariamente. Neste quesito o uso do chocolate é bom, é como uma terapia, só que alimentar. Então o seu consumo só tende a aumentar.

Autor: Arnold Gonçalves


Redação anterior

Redação anterior

          

Próxima redação

Próxima redação