TEMA

Imperialismo do século XIX; A dominação técnica, humana e ideológica da Europa sobre o mundo

O imperialismo da Europa em relação aos demais continentes sempre existiu, mas ganhou uma força extra com a o advento da revolução industrial ocorrida no século XIX. As colonias espalhadas pelo mundo tornaram-se pontos de investimentos, visando o aproveitamento das terras, recursos minerais e mão de obra praticamente escrava. A América latina logo foi perdida para o predomínio dos Norte-Americanos, mas ainda puderam explorar alguns pequenos espaços pelo “Novo” mundo. A base principal fixou-se pela África, e com grande penetração pela Ásia e Oceania.
A forma de impor e manter esta dominação passou por várias estratégias, como a imposição da pobreza aos habitantes das regiões colonizadas, tornando-os extremamente dependentes. Mantendo nas colonias apenas a produção de bens primários, permanecendo a produção de bens manufaturados em seus próprios territórios. Isso reflete até os dias de hoje, onde as mais novas tecnologias estão sempre em poder dos europeus e norte-americanos. Se ainda assim uma colonia se mostrasse insubordinada, era implantada a virose da guerra, criando combates sangrentos entre colonias vizinhas ou mesmo internamente. Para enfraquecer ainda mais os povos, houve a descaracterização de territórios e etnias, que foi muito sentida na África, onde os atuais países são reflexos da colonização europeia e não de suas origens históricas. O Racismo, ou simples eliminação dos nativos, foi ação determinante para manter sobre controle as populações locais.
Para a população europeia era vendida a ideia de que os países europeus estavam fazendo um favor ao resto do mundo, levando-os a um processo civilizatório, e que a médio e longo prazo todos os povos seriam tão avançados e civilizados quanto os europeus. Essa ideia de que havia um mundo em franco progresso pode ser atestada pela grande quantidade de europeus que acreditaram no sonho de fazer a “América” e vieram para os mais diversos países tentando a sorte. Em sua grande maioria, erraram, com exceção dos que migraram para algumas privilegiadas colonias do Reino Unido. Os demais povos só conseguiram uma pseudo independência após as duas grandes guerras europeias, digo, mundiais. E muitos deles, ainda lutam por um lugar ao sol, pois ficaram até sem seus territórios originais. E ainda hoje, a maior parte do mundo continua submisso ao europeu, mas isto é assunto para a redação sobre imperialismo no século XX... XXI... XXII... XXIII...

Autor: Arnold Gonçalves


Redação anterior

Redação anterior

          

Próxima redação

Próxima redação