TEMA

A situação global.

Os padrões dominantes de produção e consumo estão causando devastação ambiental, esgotamento dos recursos e uma massiva extinção de espécies. E não há perspectivas para mudanças neste quadro, uma vez que quem se beneficia com este padrão detém o poder financeiro mundial e através dele compra as pessoas em todas as suas esferas de atuação.

Comunidades estão sendo arruinadas. O perfil de comunidade baseada em agricultura familiar ou extrativismo com preservação do meio ambiente está sendo sufocado pelo padrão das grandes fazendas empresas que pregam o avanço indiscriminado de seus territórios alegando ser necessário para produzir muito mais alimentos para a crescente população do planeta.

Os benefícios do desenvolvimento não estão sendo divididos eqüitativamente e a diferença entre ricos e pobres está aumentando. Já que com o conceito das megas empresas a riqueza se concentra cada vez mais nas mãos de alguns poucos felizardos. Hoje é comum vermos empresários com maior poder que a maioria dos países, submetendo-os aos seus desejos de lucro.

A injustiça, a pobreza, a ignorância e os conflitos violentos têm aumentado e são causas de grande sofrimento. A depreciação da área educacional eleva o patamar de ignorância da massa populacional de forma a torna-la de fácil manuseio pelos poderosos. Para eles pouco importa a violência, pois estão protegidos em suas caixas fortes onde se divertem brincando de jogo de poder.

O crescimento sem precedentes da população humana tem sobrecarregado os sistemas ecológico e social. E este avanço populacional segue sem tendencia a diminuir num médio prazo. Somente uma catástrofe natural ou guerra mundial poderá romper este quadro de crescimento. O grande número de pessoas serve até aqui como baixo custo de mão de obra aos poderosos.

As bases da segurança global estão ameaçadas. Principalmente porque há uma velada ansiedade por um conflito entre as diferentes nações, visto o grande número de extremistas que estão chegando ao poder e os mais diversos grupos com finalidade agressiva que estão se formando por todos os lugares. É como se o mundo estivesse se organizando para o juízo final.

Essas tendências são perigosas, mas não inevitáveis. Ainda há muita gente de bem vivendo neste planeta e a esperança de redenção está depositada nesta parcela da população que persiste em fazer o bem mesmo quando estão lhe cuspindo na cara. O bem hoje é visto com desdem, o otário da vez, aquele que quer comprar um lugarzinho no céu. Mas eles são guerreiros da luz.

Com todo este quadro de aparente apocalipse sendo desenhado, é de se pensar em um final nada confortante para a existência humana. A massa cada vez mais burra e manipulável. Os poderosos cada vez mais loucos e extravagantes. Os bons cada vez mais apagados e obscurecidos. Os corajosos cada vez mais perseguidos e eliminados. Mas há esperança para quem crê em Deus.

Autor: Arnold Gonçalves


Redação anterior

Redação anterior

          

Próxima redação

Próxima redação