TEMA

A formação dos surdos

Até a década de 1970 a educação dos surdos era feita longe das escolas comuns. Realizava-se através de sistemas de segregação do ensino, ou escolas residenciais. O convívio com as demais crianças era evitado, criando um mundo de isolamento. Esta realidade começou a ser mudada na década de 1970, quando leis foram criadas para incentivar a inserção destes brasileiros ao convívio social geral, e não apenas entre eles.

Esta normalização da educação teve como grande objetivo aproximar pessoas consideradas como portadoras de deficiências aos mecanismos comuns da vida social imperiosa as demais pessoas tidas como normais. Neste período houve forte ataque aos métodos de ensino feito por escolas residenciais, especiais ou mesmo classes especiais integradas às escolas comuns. Mas, devido a todas as dificuldades de aprendizado, este movimento foi perdendo força e os alunos surdos gradativamente deslocados para salas e escolas especiais.


Desta forma, as escolas comuns passaram a esquivar-se da responsabilidade educacional, não somente dos alunos surdos, mas de todos os alunos com qualquer tipo de deficiência, atribuindo o fracasso aos mais diversos motivos e segmentos da sociedade, como; pessoal, orgânico, social, familiar, etc. Indicando que a solução para o problema seria o direcionamento destes alunos para os especialistas da área de saúde.

Independentemente de ter sua educação pelo método integracionista ou por escolas e classes especiais, o aluno surdo sempre recebeu uma carga pedagógica aquém daquela aplicada aos alunos comuns, partindo-se do principio de que eram naturalmente inferiores em capacidade de assimilação de conteúdo devido as suas limitações naturais. Este formato limitador propiciou o desenvolvimento de um mundo particular onde o conhecimento passou a ser difundido e ampliado pelos próprios surdos via linguagem de sinais.

Este movimento passou a ser conhecido como comunicação total e hoje o que vemos é cada vez mais o equilíbrio entre o incentivo ao cidadão ouvinte aprender a linguagem de sinais e ao surdo aprender a linguagem oral e escrita. O próprio surdo conquistou seu espaço na sociedade. Já que a sociedade teima em limitar espaços, criar currais e guetos exploratórios.

Autor: Arnold Gonçalves


Redação anterior

Redação anterior

          

Próxima redação

Próxima redação