TEMA

Ciências.

Muitos perguntam-se a respeito do que define a ciência, e se o trabalho que estão produzindo é realmente científico. A marca registrada da ciência é a preocupação em produzir provas e contraprovas sistemáticas e constantes. Isto significa aprofundar, pesar, medir, cronometrar, argumentar, racionalizar, construir lógica, rejeitar subjetividade, abandonar preferencias pessoais, etc. Podemos reconhecer se o trabalho é científico se apresenta dados concretos e objetivos. Para isto, a forma mais comum de apresentação científica é pelo uso da demonstração de fatos observáveis, por meio de experimentos. O uso da racionalidade científica requer objetividade e impessoalidade em uma verificação contínua pela experimentação metódica. Através de todo este mecanismo, a ciência pretende responder a todas aquelas perguntas do “como” e “Por quê”.

Contrapondo a ciência, a religião disponibiliza ao ser humano uma outra forma de entender o funcionamento da natureza e de tudo o que existe no universo, pelo conhecimento místico. As religiões baseiam-se na força divina superior, que está longe do alcance da compreensão humana É formada por parábolas propicias a múltiplas interpretações, ou por regras rígidas descritas muitas vezes em sentido figurado, o que já provocou grandes desastres sociais quando seguidas ao pé da letra. Totalmente subjetiva e avessa às comprovações, exige crença cega e obediência total. Daí a origem dos grandes conflitos que já ocorreram entre ciência e religião, lançando questionadores literalmente ao fogo eterno que queima os maus.

Definida a ciência, entendamos a seguir como se dá o seu funcionamento. Está dividido em quatro grandes grupos essenciais: Observação, Experimento, Explicação e Generalização. Estes grupos são subdivididos à exaustão, até que o objetivo seja alcançado, ou que se comprove não haver possibilidade de alcançá-lo. A observação deve ser a mais rigorosa possível. O experimento será a aferição experimental mais cuidadosa dos fatos. A explicação ser extremamente cuidadosa para evitar mal entendidos. A generalização deverá comprovar e prever logicamente os acontecimentos.

Autor: Arnold Gonçalves



Redação anterior

Redação anterior

          

Próxima redação

Próxima redação